Gestão a vista! O poder da publicidade dos dados!

Gestão a vista é uma tendência que traz muitos resultados em diversas áreas. Nós da Voice aplicamos este conceito em todas as nossas soluções hospitalares. O poder da publicidade dos dados operacionais alcança desde a alta direção até os profissionais de linha de frente. Engaja o time de trabalho e proporciona o gerenciamento on line e a rápida ação para atacar os desvios operacionais.

Os dados disponíveis e visíveis a todos enConvitevolvidos, proporciona a operação ter o foco no desempenho e nos resultados e assim envolve todos na evolução da conquista dos objetivos organizacionais.

A gestão à vista é considerada uma grande aliada nos processos de comunicação, no engajamento dos colaboradores e na satisfação dos pacientes.

Definição de Gestão a Vista:

GESTÃO À VISTA: Gestão à base de um sistema que possibilite que os principais itens de controle estejam em fácil acesso a toda a equipe, seja através de gráficos, dados, informações gerenciais que permitam uma rápida e fácil visualização e interpretação dos mesmos.

Bloggestor.com

Por que a gestão à vista é importante?

“Aquilo que não pode ser medido jamais poderá ser gerenciado”.  Na área da saúde a aplicação dessa frase também é fundamental para se obter uma gestão eficaz.

A gestão à vista tem por princípio divulgar, de maneira clara e sucinta a todos os funcionários e colaboradores e em um local de fácil visibilidade, informações importantes sobre o atual desempenho de uma empresa – e de cada setor no qual ela está inserida.

Assim, todos têm consciência de seus próprios objetivos e metas. E mais: sabem como cada equipe está em relação às outras, aumentando a produtividade. Além disso, é possível integrar outros setores, facilitando o gerenciamento das metas e projetos. Deixando claro o fator de dependência de cada setor e o impacto deste.

Um por todos, todos por um: a gestão à vista como forma de engajar equipes e aumentar produtividade.

Blog Runrun.it

Monitores ou TVs a serviço da sua produtividade

Em nossas soluções, sempre disponibilizamos Dashboards de acompanhamento on line. Inicialmente apenas os gestores tinham acesso, mas alguns clientes começaram a dar publicidade aos dados para as equipes e na sequencia para outros setores.

A disponibilização destes em monitores ou TV proporcionou a aplicação do conceito de “Gestão a vista”.

Fácil acesso

Todos os painéis, relatórios e indicadores são disponíveis para acompanhamento  através de dispositivos móveis ou internet, de forma ágil e descomplicada.

Apenas o relevante ao processo

Tomamos o cuidado em nossos Dasshboards em inserir somente as informações relevantes ao processo.  Assim mantemos o interesse no acompanhamento dos colaboradores.

Algum exemplo prático?

Podemos citar exemplos em nossas soluções:

  • No Gerenciamento de leitos Hospitalares,
  • No Checklist Hospitalar,
  • No Gerenciamento do Centro Cirúrgico,Um por todos, todos por um: a gestão à vista como forma de engajar equipes e aumentar produtividade.
  • entre outros…No Gerenciamento de leitos Hospitalares,

No Gerenciamento de leitos Hospitalares,

  • Damos publicidade a todo o andamento do processo, painéis de acompanhamento on line são disponibilizados,
  • as atividades são registradas no local e no momento exato, garantimos a fidelidade da informação e esta fica disponível on line em Dashboards e em qualquer equipamento conectado a internet ou rede do Hospital,
  • ​automatizamos o controle das atividades e possibilitamos a intervenção dos gestores a qualquer momento para atuar nos desvios da operação,

Na tela a seguir, é um exemplo do acompanhamento de todo cliclo de liberação e giro de um leito.

girodoleito

 

Temos aqui no Blog alguns posts que comentam as possibilidades de gerenciamento deste Dashboard, em especial o post: Gerenciamento de leitos em comparação com a aviação é um dos mais interessantes quanto ao conceito Gestão a Vista.

Neste Painel , o pessoal de Gerenciam​ento de leitos de um Hospital consegue visualizar em uma mesma tela tudo referente as atividades envolvidas no processo de liberação do leito para um novo paciente. Desde o momento das Altas Médicas, saída do paciente, o recebimento deste leito para limpeza e a sequencia todas as etapas até a disponibilidade para internação (Deslocamentos, limpeza, montagem e supervisão).

É possível, enxergar todas as etapas. TudMonitores ou TVs a serviço da sua produtividadeo que está acontecendo coCom o Checklist Hospitalar:m cada leito e também o que cada colaborador está fazendo.

Cada etapa tem sua medição on line de tempos e uma comparação com as metas. Tudo a sinalizado ! (Vermelho estourou o tempo, amarelo tempo se aproximando e verde tudo ok!). Assim cada pequeno desvio fica a mostra de todos e possibilita a própria equipe ir se adequando ou até a intervenção do Gestor no momento e ponto exato necessário.

No Gerenciamento de leitos Hospitalares,No Gerenciamento de leitos Hospitalares,No Gerenciamento de leitos Hospitalares,Outro Dashboard on line que temos é a visualização da realização on line das limpezas concorrentes realizadas e não realizadas por rejeição.

concorrente

Com o painel acima, é possível verificar como está o andamento das limpezas concorrentes em todo o Hospital, e assim proporcionando ao gestor tomadas de ação de correções , exemplo: uma pessoa que está adiantada ou até já fez suas atividades pode ser deslocada para uma outra área atrasada para ajudar.

O princípio é parecido com o de um painel de avião, com todos os comandos e dados à vista. A diferença é que toda a tripulação é capaz de entender cada detalhe, em vez de apenas o pessoal da cabine.

horademaiormovimentoUm relatório que ajuda muito para acompanhar a demanda versus o realizado é o gráfico ao lado. Nele é possível dimensionar a lacuna que falta para suprir a demanda hora a hora.

Assim é possível acompanhar sempre se as escalas estão sendo bem aplicadas.

No Checklist Hospitalar:

A aplicação do Checklist Hospitalar possibilita a geração de evidencias do serviço prestado.

clvoice

A coleta eletrônica das verificações via tablet ou smartphones geram indicadores e registros on line. E estes são disponíveis em paineis e relatórios. É possível identificar quais itens represam o leito. Quais são os mais recorrentes e claro. Tudo disponível desde o momento de inserção da informação.

Segue um exemplo do painel inicial web (acessível através de qualquer equipamento):

telaclt

No vídeo a seguir temos uma demonstração que foi feita durante a palestra. Janaína abriu o Gerenciamento on line e mostrou as atividades do dia e inclusive mostrou os registros fotográficos de itens não conformes.

Janaína conseguiu exemplificar bem o controle das pendências e também como seu operacional aderiu a ferramenta. Foi possível mostrar situações reais de identificação dos problemas e das soluções. Em um dos exemplos Janaína mostrou o impacto da implantação de um tipo de janelas no Hospital e o encaminhamento para os ajustes necessários. A palestra inteira está disponível no seguinte link:  Palestra de Janaína Reis

No Setup do Centro cirúrgico:

Nossa aplicação de Setup das salas do Centro Cirúrgico utilizam o conceito de gestão a vista em todos o pontos, desde a interface que são tablets nas salas até o Gerenciamento que fica disponível para todos.

painel

Benefícios da gestão à vista

A adoção da gestão à vista pode trazer muitos benefícios para a empresa, tais como:

  • A atualização constante dos dados permite uma visão exata do que está acontecendo, bem como quais são os processos críticos, tendências positivas e negativas e pontos de controle.
  • Os colaboradores passam a acompanhar os resultados e a performance das próprias equipes, compreendendo a importância do trabalho e dedicação de todos para atingir metas e também superar desafios.
  • É possível reforçar a cultura da gestão com base em informações e fatos, eliminando riscos relacionados à falta de conhecimento. Desta forma, o processo de tomada de decisões ganha ferramentas que garantem maior eficiência.

Afinal, a gestão à vista é um modelo que possibilita que os principais itens de controle estejam ao alcance de toda a equipe. São gráficos, dados ou informações gerenciais que podem ser rápida e facilmente visualizados e interpretados por todos. Nos formatos mais diversos: desde um quadro na sala do cafezinho a TVs nos departamentos.

 

 

 

Fontes :

em 11 de maio de 2018

Hospital e Maternidade Dr. Christovão da Gama inicia o uso de nosso Gerenciamento de leitos

hmcg maquete

Em parceria com a empresa Resolv , iniciamos o uso do Gerenciamento de leitos no Hospital Christovão da Gama em Santo André (SP).

Inicialmente o Hospital optou por começar com o controle de limpezas concorrentes, nossa equipe está no local acompanhando o início do uso do sistema para treinar e capacitar as equipes do Hospital e da Resolv no uso do sistema.

telaconcorrenteAo lado temos um exemplo da tela de acompanhamento on line do controle das limpezas terminais.

A integração com o software Tasy, seguiu os padrões já existentes e definidos com a Philips (fabricante do sistema) mas foi implementada pelo próprio pessoal de Tecnologia da Informação (TI) do Hospital.

O pessoal do próprio Hospital também programou a plataforma de Comunicação da Unify seguindo o modelo o qual já homologamos e temos em outros Hospitais como o Hospital Aliança de Salvador, o Hospital Unimed Fortaleza e Volta Redonda (RJ).

Assim que implementada todo o processo de automatização dos registros das limpezas concorrentes. O Hospital entrará com o novo processo de limpeza Terminal. Assim será possível visualizar em uma mesma tela as altas médicas, altas administrativas e saídas reais dos pacientes junto com todo fluxo de limpeza.

A seguir temos um exemplo de tela do processo de higienização Hospitalar

telahcs

É possível verificar cada etapa, e é sinalizado alarmes quando se aproxima ou passa da meta estipulada (amarelo e vermelho respectivamente).

hmcg rua

Sobre o Hospital

LOGOHMCGEm 1954, na cidade de Santo André, nascia pelos ideais do Dr. Celso Caçapava o que um dia se tornaria o Hospital e Maternidade Dr. Christóvão da Gama, referência em qualidade e saúde até os dias de hoje. Conheça a história dessa grande realização!

No dia 30 de Setembro de 1954, o Dr. Celso Caçapava da Gama inaugurava a Casa de Saúde e Maternidade São Christóvão S. Ltda. O nome do hospital foi uma homenagem ao Dr. Christóvão da Gama, um dos primeiros médicos a clinicar em Santo André, pai do Dr. Celso.

Em 1951, a cidade de Santo André contava com apenas 3 hospitais (a Beneficência Portuguesa, a Santa Casa de Misericórdia, hoje Hospital Municipal, e o Hospital Santo André). Os três hospitais eram dirigidos pelos médicos proprietários e qualquer participação de outros médicos era muito restrita.

Movido pela vontade de colocar em prática seus ideais, o Dr. Celso Caçapava da Gama começa a estruturar o sonho de ter um lugar próprio para trabalhar. Foi na Avenida Dr. Erasmo que esse sonho começaria a nascer. A Casa de Saúde do Dr. Celso começava ali, com quarenta leitos. Trabalhavam lá três enfermeiras, além de atendentes, e os exames laboratoriais e Raio-X ainda eram encaminhados para São Paulo. Logo, a Casa de Saúde foi crescendo e as primeiras especialidades acrescentadas a ela foram a Clínica Geral, a Cardiologia e a Pediatria.

No dia 24 de fevereiro de 1960, era inaugurado o Hospital e Maternidade Dr. Christóvão da Gama, em um evento em Santo André que contou com a presença de amigos, clientes, profissionais da área, do Bispo de Santo André, Dom Jorge Marcos de Oliveira e personalidades políticas locais e de São Paulo, como do então prefeito Faria Lima e altos dirigentes da Caixa Econômica Estadual, financiadora da expansão.

Em 18 de março de 1969, deu-se o início da construção da segunda parte do prédio, projeto de João Batista Vilanova Artigas, na época um dos principais arquitetos de São Paulo. A partir dessa data, o Hospital foi cotizado inicialmente com trinta acionistas, evoluindo para o número atual.

A tradição de mais de 50 anos aliada ao constante crescimento, tornou o HMCG referência na região do ABC. Sempre atualizado com os avanços da medicina, o Hospital participa, desde 1996, do Programa CQH- Compromisso com a Qualidade Hospitalar, da Associação Paulista de Medicina recebendo o Selo de Conformidade em inúmeras vezes, junto com outros programas como o PNCQ- Programa Nacional de Controle de Qualidade, patrocinado pela Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC), que atestam seu compromisso com a excelência no atendimento prestado.

 

Sobre a Resolv

logo_resolv_topo

Desde sua fundação em 1996 em Ribeirão Preto, estado de São Paulo, a Resolv é sinônimo de credibilidade, transparência e alto padrão. São mais de 20 anos de atuação e uma estrutura completa com mais de 4.500 colaboradores. Tudo para garantir total tranquilidade para cada um de nossos clientes.

A conquista do certificado ISO 9001 é a maior prova de nosso compromisso com a excelência em serviços de higienização hospitalar, limpeza industrial, conservação, serviços de apoio e portaria. Investir em capacitação humana e assimilar sempre novos produtos e tecnologias é o que faz da Resolv uma referência absoluta em seu segmento e a escolha certa para quem não abre mão do melhor.

Terceirizando seus serviços para a Resolv, você ganha em qualidade, otimiza seu tempo e economiza seu dinheiro. Além do ganho que você obtém por manter o foco na atividade principal de sua empresa, ainda transfere para a Resolv a responsabilidade sobre os encargos trabalhistas do colaborador, sem gerar vínculos empregatícios.

A Resolv é uma referência de qualidade em Limpeza Industrial, Higienização Hospitalar, Limpeza e Conservação, Portaria e Serviços de Apoio e Vigilância. São mais de 4.500 colaboradores e uma estrutura completa para atender a sua necessidade, apresentando soluções criativas e acessíveis para empresas de todos os portes, indústrias, hospitais, universidades, condomínios e Shopping Centers.

Gerenciamento de leitos e a comparação com a aviação

Gestão de  leitos: muitas vezes ouvimos que a saúde tem muito a aprender com a aviação.A importância da Segurança na aviação é extrapolado para o conceito de segurança do paciente na saúde.

Muito conceitos foram incorporados da aviação:

  • as duplas checagens,
  • o foco preventivo,
  • cuidado na manutenção

painelJá ilustramos aqui no Blog no post: O Papel da Hotelaria Hospitalar no Gerenciamento de Leitos aproveitamos  a comparação do Professor Marcelo Boeger em palestra e aproveitamos e ilustramos com telas de nossos sistemas as semelhanças.

Mais recentemente temos percebido que a importância do gerenciamento de leitos – hoje, algumas vezes renovado e caracterizado como gestão do fluxo do paciente – está para um hospital como uma torre de comando está para um aeroporto.

Podemos extrapolar:

  • Avião voando sem pousar por falta de posição em solo é risco para a tripulação, insatisfação para o passageiro e custo para o sistema.
  • Avião em solo sem decolar significa problemas muito parecidos
  • Qualquer falha operacional no fluxo de preparação, embarque, decolagem, pouso e desembarque gera uma reação em cadeia provocando problemas em todos os outros voos, não só de um aeroporto mas de toda a malha aérea.

Se a comparação ainda não estiver fazendo sentido, substitua pouso por internação, decolagem por alta, aeroporto por hospital e malha aérea por sistema de saúde e certamente ficará claro que as realidades são muito próximas.

Na parte econômica também temos comparações muito pertinentes … Avião decolando com assentos vazios é o mesmo que hospital sem o uso otimizado de seus leitos…

Boa parte das Instituições de saúde ainda vê a gestão de leitos como uma obrigação operacional e não como uma área de inteligência. Pra quem busca excelência operacional está aí o escopo do seu projeto de melhoria!

Nós podemos ajudar ! Nossas soluções já encorparam todos estes conceitos:

  • Damos publicidade a todo o andamento do processo, painéis de acompanhamento on line são disponibilizados,
  • as atividades são registradas no local e no momento exato , garantimos a fidelidade da informação,
  • automatizamos o controle das atividades e possibilitamos a intervenção dos gestores a qualquer momento para atuar nos desvios da operação,
  • mostramos e registramos todas as atividades, onde esteve cada um, o que cada um fez … assim como o conceito de caixa preta …
  • integramos aos sistemas existentes e evitamos retrabalho, o poder da automatização de processos é fundamental …

Fontes:

Como foi a V Jornada Baiana de Hotelaria Hospitalar

No dia 24 de Agosto de 2017, aconteceu a V Jornada Baiana de Hotelaria Hospitalar, o evento ocorreu no auditório Linus Pauling (Rua Altíno Serbeto de Barros , 119 – Pituba).

Marcelo Boeger começou a Jornada realizando a nomeação do novo organograma da Sociedade Bahiana de Hotelaria Hospitalar.

Os nomeados foram:

Presidente: Vitoria Simões

Vice-Presidente: Virginia Di Tullio,

1°Secretaria: Daniele Rosa,

2°Secretária: Suyenne Melo Duplat,

Tesoureira: Camila Garcia,

Tesoureira: Camila Bonfim,

Conselho FiscalMilena Silva, Daniela Montenegro e Luciana Boa Morte.

A palestra do Coordenador de Hotelaria e Hospitalidade do Hospital Infantil Sabará ( SP ) – Marconi M. de Freitas – , teve como foco os serviços de hospitalidade e humanização, bem como a participação da equipe multidisciplinar, no sucesso das ações, com o encantamento de pacientes e familiares, mas jamais deixando a missão do hospital, e a prioridade – segurança e excelência no atendimento.

O público presente pode observar na apresentação trazida por Marconi, algumas atividades desenvolvidas no hospital, e que são exemplos de sucesso absoluto, como os serviços de hospitalidade ( check-in e check-out, comemorações de aniversários, nutrição e pratos elaborados para o público infantil, e a limpeza e lavagem das fachadas do hospital, realizada semestralmente com profissionais da área, mas com fantasias de Super Heróis – Superman, Batman, Robin, Capitão América – dentre outros, e que, no contato e interação com os pacientes, são fundamentais para a humanização e colaboram com a recuperação dos mesmos..

Veja reportagem da rede gazeta ratificando a palestra do Marconi.

O Engenheiro Luiz Roberto, o Beto da empresa Voice Technology, focou em Tecnologia e trouxe exemplos reais de aplicações em Hotelaria Hospitalar, como por exemplo, o uso do telefone e tablets para gerenciar o Setup do Leito.

Beto entende que os indicadores de produtividade não devem ser construídos com base em suposições, esses dados devem ser extraídos de sistema e sem manipulações!

1503594837486

Marcelo Boeger, sócio da empresa Hospitallidade e Presidente da Sociedade Latino Americana de Hotelaria Hospitalar, falou sobre Indicadores na Hotelaria Hospitalar. Boeger abordou diversos indicadores – entre eles, o tempo médio de permanência dos pacientes (TMP) que segundo dados da ANAHP está  em 4,5 dias. Segundo ele, os serviços de hotelaria tem grande intensidade no contato do cliente nesta fase de internação – por meio da alimentação, da distribuição de enxoval, limpeza e manutenção e as coletas de roupa e resíduos sólidos – por exemplo.

Jacqueline Canuto, que é gerente de Qualidade do Hospital São Raphael, iniciou sua palestra mostrando alguns dados surpreendentes, como por exemplo, 1 em cada 10 pacientes que recebem cuidados assistenciais sofrem algum dano e que 50% dos equipamentos médicos estão parcial ou totalmente fora de condições de serem utilizados.

Por fim, Roberto Farias falou sobre Gerenciamento de Enxoval e Inovações em Lavanderias. Roberto comentou o quanto custa caro fazer inventário de enxoval e que muitas vezes se chega num resultado já sabido. Com relação a inovação disse que “Inovar nem sempre é criar algo novo” e dessa forma trouxe exemplos de lavanderias / hospitais que já usam chips no enxoval para controlar com mais eficiência.

Mensagem deixada por Roberto

“A aplicação dos 3 Hs (hospitalidade, humanização e hotelaria) são pilares da nova dimensão no atendimento ao cliente de saúde. Enfim, saúde não tem preço, mas tem custo”

Membros da Sociedade Baiana juntamente com Beto e Roberto Farias

Sobre a Sociedade Baiana de Hotelaria Hospitalar

A SBHH – Seccional Bahia foi fundada em 27 de agosto 2007, e tem por objetivo reunir profissionais do Estado Bahia da área da Saúde que desempenham as suas atividades na Hotelaria Hospitalar e afins.
A sociedade durante esta década vem desenvolvendo atividades de cunho científico cultural.

Contato: hhbahia@gmail.com

Galeria de Fotos:

Clique aqui

Fontes:

http://www.hospitalinfantilsabara.org.br/videos-interessantes/

Tecnologia para os Hospitais da Rede SUS! O porquê não ?

É recorrente a pergunta de como viabilizar nossa tecnologia em Hospitais Públicos ou aqueles não públicos mas que atendem a Rede SUS.

Por este motivo escrevemos este post com algumas observações que poderão ajudar na evolução  dos projetos.

Aqui no Blog, já falamos um pouco sobre este assunto no Post: O Desafio de implantar tecnologias novas nos Hospitais Públicos.

Um dos benefícios mais críticos de quando aplicamos nossos produtos, é a garantia de trabalhar em dados reais.

Como utilizamos registro eletrônico e on line das atividades e em neste momento já indicamos a próxima atividade e medimos cada passo. Garantimos que a informação é real.

Fazendo uma analogia com a atividade de dirigir um carro.

Sem a tecnologia É como dirigir sem painel.

  • Sem saber se o carro tem gasolina, a operação pode parar a qualquer momento por falta de “combustível’ ;
  • sem saber qual a temperatura, pode-se extrapolar e fundir o motor …
  • Sem saber a velocidade, com certeza haverá muitas multas ou situações de perigo…
  • Sem saber o desempenho de consumo, haverá desperdícios …

Sem nossa tecnologia nas atividades de gerenciamento de leitos, transporte, controle da montagem das salas cirúrgicas, nas checagens de ambiente …

Os gestores dirigem no escuro!

Ter uma operação mais enxuta e com desempenho otimizado não pode ser considerado luxo.

No Gerenciamento de Leitos

A eficiência necessária nos hospitais, só será atingida com o auxilio de tecnologia. Assim garantir que o desempenho da operação esteja sempre na capacidade máxima de atendimento.

Uma afirmação que podemos fazer aos Hospitais que não usam nossa tecnologia no Gerenciamento de leitos, é que se o Gerenciamento de leitos está bom, com certeza está sendo feito da maneira mais cara. E hoje em dia ser dispendioso e ter operações onerosas é um desperdício cruel.

As ferramentas tecnológicas ajudam na transparência. Um fator de sucesso de nossos projeto é a publicidade interna dos dados. É comum chegarmos em nossos clientes e o desempenho do trabalho está on line em uma(ou mais) tela de TV na parede.

O simples fato de dar publicidade a dados de desempenho do trabalho, provoca um ajuste mútuo na equipe. Na tela a seguir temos um exemplo de acompanhamento on line do processo de higienização dos leitos, da para visualizar o status de cada leito, em qual etapa ele se encontra, quem está trabalhando nele e quais são os tempos …

Em cada etapa do processo. É definido metas! os leitos os quais estão hachurados em verde é que estão dentro da meta, os em amarelo estão em atenção e os em vermelho já extrapolaram a meta. Com estes alarmes é possível identificar assim que aparecem os gargalos e agir !

painel

No post, O Papel da Hotelaria Hospitalar na Gestão de Leitos, ilustramos bem o poder deste controle e fazemos uma comparação com painéis de um Aeroporto.

Outro ponto decisivo, é a otimização dos recursos.

Nos casos de mão de obra terceirizada:  Como as alocações são dinâmicas e em tempo real, é possível averiguar as entregas e até atendimentos dos SLAs acordados. A grande maioria de nossos clientes já assumem o costume de utilizar estes controles e até conseguem renegociações contratuais favoráveis .

O ganho do giro do leito é fundamental principalmente em instituições que sofrem com superlotação ou ocupações altas. O custo de uma “não internação” pode custar muito para sociedade, muitas vezes até com a vida de um cidadão.

Temos casos de redução do tempo de indisponibilidade dos leitos

  • de 2 horas e 48 minutos em média
  • reduzindo para 1 hora e 10 minutos em média.

Este caso citado é de um Hospital de 360 leitos e o ganho de disponibilidade do recurso foi fundamental para este Hospital.

Temos outro exemplo já citado aqui no Blog, “A Receita do Einstein“,  que no Hospital Albert Einstein uma consultoria externa calculou o ganho que o Hospital teve e afirmou que o impacto do ganho do giro do leito é como se o Hospital estivesse construido outra unidade de 62 leitos.

Este tipo de ganho, não pode ser ignorado pela rede SUS. No cenário de Déficit de leitos este ganho pode possibilitar o atendimento com menos investimentos de construção de unidades e em alguns casos, com a mesma estrutura atual se esta estiver otimizada.

Atenção nas atividades de transportes

Existem estudos que apontam que a operação de transportes intra hospitalar são responsáveis por até 40% dos desperdícios em um Hospital.

No post já falamos bastante sobre os ganhos na atividade de transporte e até temos um vídeo demonstrativo do uso de nossa ferramenta.smartphonetransporte

A implantação destas ferramentas é importantíssimo para o controle. Gera indicadores on line e dispõe em paineis e relatórios o desempenho. Além do mais. é possível garantir o atendimento aos protocolos de transportes, pois todos os transportem só acontecem seguindo o processo controlado passo a passo eletronicamente pelo sistema.

Processos críticos de acionamentos e priorização de atendimentos

Nossos acionamentos de códigos de emergências (código azul, código amarelo, código laranja etc. ) trazem aos Hospitais um ganho de eficiência exatamente nos processos mais críticos de atendimentos.acionamentos codigos

Os acionamentos são realizados eletronicamente, as respostas são registradas e tudo fica rastreável para auditoria externas ou internas.

Um exemplo da Rede SUS que implantou esta tecnologia é o O HMVSC – Hospital Municipal Vila Santa Catarina na cidade de São Paulo. Outro exemplo, também da Rede SUS é o AME Jardim dos Prados.

Em processos de qualidade

Eliminar processos manuais e controles em planilhas em papel é um fator de ganho de produtividade importante. Fora o fato da confiabilidade dos dados.

Em todos nossos produtos voltados para a área de saúde tem isto como foco!

Em especial temos o Checklist Hospitalar automatizado por tablets. Que possibilita o registro on line das verificações dos lugares ou leitos .

Se o Hospital tem acreditação ou pensar em ter

medalhaNossas aplicações oferecem dados de relatórios que eliminam o retrabalho normalmente realizado por analistas manualmente.

Estes dados e indicadores resultantes destes saem automaticamente e com a garantia de ser dados reais e consolidados.

 

Voice participará III Simpósio Carioca de Hotelaria Hospitalar.

 

schhNo mês de Setembro (dia 23) haverá o III Simpósio Carioca de Hotelaria Hospitalar, um evento importante do Setor e a  Voice Technology se orgulha de poder participar e contribuir com a divulgação de conhecimento na área.

Na programação deste evento haverá diversas palestras do Setor de Hotelaria Hospitalar, dentre os palestrantes temos:

  • Laís Sotero  (Líder de Atendimento no Hospital Infantil Sabará -acreditado Joint Commission International) que falará do Case de sucesso de Gerenciamento de Leitos.
  • Marcelo Boeger (Presidente da Sociedade Latino Americana Hotelaria Hospitalar) que palestrará sobre Gerenciamento de Riscos na Hotelaria Hospitalar,
  • Virginia DiTullio (Presidente da Sociedade Baiana de Hotelaria Hospitalar) que falará sobre Inteligência Emocional em Hotelaria Hospitalar,
  • Luiz Roberto de Oliveira, (Engenheiro e Sócio da Voice Technology) que falará sobre Check list Hospitalar automatizado com Tablets.
  • Maria Helena Peraccini – Presidente da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar e Consultora na Brasanitas. Fará junto com Ivonete Melo a Palestra “Como Garantir a Qualidade na Prestação de Serviços: SLA e os Resultados”.

Queremos parabenizar em especial, nossos clientes: Laís Sotero (Hospital Sabará) e Maria Helena Peraccini (Brasanitas), por serem um dos palestrantes deste importante evento da área de Hotelaria Hospitalar.

Inscrições no Simpósio: clique aqui e acesse a ficha de inscrição ou peça pelo e-mail:

  • vicepresidencia@sociedadedehotelariaherj.com.br .

Valores do investimento até o dia 21/09/2016:

  • Hospitais, Profissionais e Estudantes associados: Gratuito
  • Demais profissionais e estudantes: R$ 100,00

Local do Evento: auditório da FECOMÉRCIO :Rua Marquês de Abrantes, 99. Bairro: Flamengo – Rio de Janeiro – RJ

O evento é realizado pela Sociedade de Hotelaria Hospitalar do Estado do Rio de Janeiro (SHHERJ).

Fundada em 13/05/2011, a SHHERJ que tem como objetivos:

  1. Reunir profissionais de todo o Estado do Rio de Janeiro que atuam em na área de Hotelaria Hospitalar, assim entendidos aqueles que desempenham atividades na área de saúde;
  2. Promover o desenvolvimento científico visando o aperfeiçoamento do profissional;
  3. Promover o benchmarking com outras organizações ligadas à área de Hotelaria Hospitalar;
  4. Realizar cursos, reuniões científicas, conferências, congressos, seminários e eventos similares, de interesse de seus associados;Defender os interesses da categoria profissional.

 

Como foi o V Encontro de Hotelaria Hospitalar da Região Serrana

hh_vehhrs.pngTivemos a honra de participar e patrocinar o V Encontro de Hotelaria Hospitalar da Região Serrana. Este evento que já é consolidado no cenário Nacional e se tornou importante referencia na área de Hotelaria Hospitalar.Aconteceu na última sexta feira (17/06/2016) e teve a presença de mais de 200 profissionais.

mesaabertura.jpgNeste post faremos um relato de tudo que vimos no evento e iremos compartilhar com todos o que foi discutido e apresentado.

Tivemos a abertura do evento com: os Diretores da Unimed Petropólis e da Faculdade de Medicina, de Flávia Fávero (Presidente da Sociedade de Hotelaria Hospitalar do RJ) e do Professor Marcelo Boeger (Presidente da Associação da América Latina de Hotelaria Hospitalar).

A primeira moderadora, foi uma das organizadoras do evento e participante da Direção da Sociedade de Hotelaria Hospitalar do Estado do Rio de Janeiro, Ivonte Melo. Temos a filmagem desta abertura e apresentação da primeira palestrante.

romy 1.jpg

Romy Ungrad

A primeira palestra foi de Romy Ungrad , Analista de Hotelaria do Hospital Moinhos de Ventos, que abordou o Case de Gerenciamento de Leitos do Hospital Moinhos de Vento. A palestra foi excepcional!

A palestrante teve muito êxito em explicar as dificuldades anteriores a implantação do sistema, os motivadores do projeto e de toda a metodologia do Hospital na aplicação do novo sistema Sinapsys Health Care System da Voice.

O início da palestra da Romy, primeiramente fez os agradecimentos, e ao apresentar o Case, já citou uns dos principais benefícios do Sistema de Gerenciamento de Leitos da Voice, que é a redução dos tempos da higienização e o impacto no fluxo de pacientes.

Logo após fez uma rápida apresentação do Hospital Moinhos de Vento mostrando sua estrutura, suas conquistas e prêmios. Na sequencia passou um vídeo institucional e fez um convite público aos participantes para conhecer o Hospital.

Na sequencia, Romy explica que o Hospital teve a decisão estratégica de melhorar o fluxo de pacientes da CTI Adulta. E a medida mais importante para isso, foi o aumento do Giro do Leitos Hospitalares.

Temos mais um trecho da apresentação, onde Romy explica a escolha da Voice e as Metas almejadas.

Neste outro trecho, Romy fala um pouco sobre a limpeza concorrente.

No próximo trecho temos mais um pouco dos controles sobre a atividade de limpeza concorrente.

Para quem já assistiu palestras anteriores:

Pode perceber que foi demonstrado a evolução do case, com os novos resultados e ganhos adicionais. Ganhos estes recém conquistados, foram consolidados agora em Março de 2016.

ganho de tempo.jpgreduz42minutios.jpg

Na figura acima temos a foto do momento o qual Romy, mostra a conquista dos tempos almejados, e da consolidação dos resultados.

Já na foto ao lado, este outro gráfico que mostra os ganhos na redução de 42 minutos no tempo de higienização do leito.

Temos mais uma filmagem onde Romy resume os ganhos dos tempos na liberação dos leitos. Já na próxima foto, temos o Resultado do projeto em números atualizados com dados deste ano. Onde fica claro que com o ganho de disponibilidade de leitos, o Hospital pode faturar mais R$ 85.ooo por mês, apenas com os leitos.

resultados.jpg

pontos positivos.jpg

Já na foto ao lado, é indicado os Pontos positivos operacionais:

  • Aumento do Giro de leito,
  • Redução no tempo total de entrega do leito limpo,
  • localização da equipe em tempo real,
  • estratificação das etapas de higienização (espera, deslocamento, arrumação, supervisão),
  • confiabilidade das informações, atividades registradas in loco e no momento.

A palestra da Romy agradou muito o público do evento e com certeza foi um dos pontos altos deste evento.

A próxima palestra foi com o Engenheiro Mauricio Almendro.   ele destacou a contribuição da Engenharia Clínica em um hospital e fez uma relação direta com a área de Hotelaria Hospitalar.

engclinica.jpgO ponto alto desta palestra foi uma demonstração de como pode ser impactante os serviços da Engenharia Clínica e utilizou os cinco sentidos humanos (visão, audição, tato, paladar, oulfato) 55020257db91a-sentidos-do-corpo-humano-large.jpg para demonstrar como estes serviços afetam diretamente a experiência do paciente em um Hospital.

Tivemos também a palestra “O que é ser Lean?”, com os palestrantes Jonathan de Carvalho e Inácio Araripe, onde falaram um pouco dos conceitos do lean e 5s e também dos excelentes resultados do Hospital Perinatal Laranjeiras e Barra tiveram.  Foi uma palestra extremamente didática e interativa. Envolveram o público com exercícios extremamente esclarecedores sobre os conceitos básicos.

ona.jpgJá o palestrante Luis Eduardo Fontes, Coordenador de qualidade da Unimed Petrópolis, falou sobre o Case de certificação ONA na Unimed Petropolis.

Foi uma palestra muito emotiva e deixou claro o empenho da instituição na busca da certificação e consequentemente na melhoria de seus processos. Uma das conclusões mais importantes da palestra foi a importância da Alta direção do Hospital estar envolvida e ter dado todo o apoio e viabilizado varias quebras de paradigmas e ações entre áreas.

GetAttachmentApós a palestra tivemos uma sólida mesa de discussão com a presença do Dr. Péricles Góes Cruz, Representante da ONA, da Diretoria da Unimed Petrópolis e do palestrante. Deste debate ficou muito claro a importância da Certificação ONA (ou alguma outra Internacional) e como os Hospitais certificados se destacam como a elite do país por suas boas práticas e processos .

O último palestrantes foi o Professor Marcelo Boeger.

Primeiramente ele trouxe a notícia que o Hospital Albert Einstein está trazendo ao Rio de Janeiro o curso de MBA em Hotelaria Hospitalar . A notícia é muito importante pois traz ao estado do Rio de Janeiro a primeira opção de curso de pós graduação na área.

Como sempre, o palestrante foi extremamente feliz e conseguiu envolver todo o público em questões importantíssimas sobre Hotelaria Hospitalar . Também aplicou bem exercícios de interatividade com o público, inclusive percorreu toda a platéia e interagiu diretamente com os participantes.

Boeger passou um filme recém produzido pelo Hospital Albert Einstein, onde fica claro a importância estratégica dos serviços da Hotelaria Hospitalar .

Praticamente em todas as cenas, há explícito alguma ação ou atividade da área de Hotelaria Hospitalar. O filme é muito feliz e consegue mostrar como o hospital tem sucesso em suas práticas de humanização de atendimento e ilustra bem a experiência dos pacientes, seus momentos de emoção e assistência do hospital.

Na sequência, Boeger em uma série de Slides de sua apresentação deixa claro 3 pilares fundamentais para a estratégia de uma unidade Hospitalar em relação a Hotelaria:

  • Custos,
  • Qualidade,
  • Marketing

Como demonstração de sucesso o Professor Boeger citou os benefícios do Hospital Albert Einstein com nosso sistema de Gerenciamento de Leitos. Ela citou a seguinte conclusão do pessoal do Einstein:

a cada 300 leitos bem geridos,representam o ganho de 45 novos leitos ,

ou seja, este 300 rendem e produzem como se tivéssemos 345 leitos …

O Professor afirmou que a apresentação do Moinhos mostrou exatamente a veracidade desta conclusão. Essa conclusão foi muito interessante pois reafirmou as conquistas do Hospital Moinhos de Vento apresentado pela Romy…

Não por acaso tanto o Hospital Moinhos de Vento tanto o Hospital Albert Einstein são usuários de nosso sistema no Gerenciamento de Leitos.

Ao final do evento a Flávia Favero anunciou o próximo evento da Associação, o III Simpósio Carioca de Hotelaria Hospitalar … que acontecerá no dia 23 de Setembro de 2016, no Auditorio da Fecomercio na cidade do Rio de Janeiro.

Após a palestra tivemos o encerramento com sorteios de brindes. Todo o evento teve cobertura do SBT Rio de Janeiro.

Abaixo temos uma Galeria de fotos do evento.

Este slideshow necessita de JavaScript.