Reconhecimento facial leva maior eficiência e segurança para o Giro da Sala Cirúrgica.

A maior eficiência e segurança do Giro das salas Cirúrgicas são objetivos de nosso Sistema de Setup do Centro Cirúrgico.

O centro cirúrgico é um setor singular dentro de qualquer hospital, atraindo atenção pelos seguintes aspectos: evidência dos resultados, complexidade das operações ali realizadas, decisiva ação curativa e por ser o local mais oneroso do hospital.

Estamos trazendo a evolução dos processos de desmontagem e montagem das Salas coma Biometria facial, no Vídeo a seguir apresentamos esta evolução:

Assim como a internação, o uso das salas cirúrgicas são bastante concorridas e é necessário uma organização imensa por parte do hospital: entregar a sala pronta, higienizada, equipada e em condições excelentes. Cada cirurgia é muitas vezes marcada com antecedência e deve-se respeitar os agendamentos, com o mínimo de atrasos.

Giro de Sala

O “Giro de Sala” nada mais é do que a presença de uma equipe de profissionais responsável pela retirada e pelo encaminhamento de todo o material e equipamento ao final de um procedimento, bem como pela limpeza concorrente das salas, deixando-a pronta para ser montada para a cirurgia seguinte. É exatamente nesse processo que a Voice Technology entra trazendo tecnologias de padronização nos processos e ajudando na tomada de uma decisão assertiva baseada em indicadores reais.

Com fases de limpeza e organização concomitantes e com tempos cronometrados aumenta o controle e a produtividade de equipes de enfermagem, limpeza, farmácia e de recolha de equipamentos em hospitais otimizando o uso das salas de cirurgia e das equipes envolvidas.

Medir o desempenho da unidade do Centro Cirúrgico passa a ser extremamente importante para obter melhores resultados nos processos de trabalho, reduzindo, assim, custos operacionais e promovendo a satisfação dos clientes médico e pacientes.

Como funciona?

A entrada e saída das atividades são feitas através da leitura da Biometria facial. Uma vez o serviço já iniciado dentro da sala cirúrgica, o gerenciamento web permite a visualização e das equipes e o tempo decorrido como um todo.

Todas as equipes devem obrigatoriamente fazer um “Checkin” e depois um “Checkout” para finalização das atividades. Assim como todas as entradas e saídas intermediárias se houverem.

Além da Biometria facial, existem outras possibilidades de interface, exemplos: cartões de acesso, movimentação por página web ou ainda pela URA, através do telefone da sala cirúrgica.

Exemplo de visualização on line de uma sala no Giro

Indicadores​

O sistema gera e fornece indicadores detalhados sobre os tempos e o desempenho das equipes por data, especialidade e grupo:

  • Tempo total de higienização
  • Tempo de chegada do paciente
  • Tempo de execução da atividade por cada equipe
  • Equipes que ultrapassaram o tempo estipulado
  • Ociosidade da sala entre pronto/lacrado até chegada do paciente

Se Interessou ? fale conosco pelo Whatsapp ou se preferir nos solicite um contato

Curso de Gerenciamento de Leitos do Professor Marcelo Boeger em Salvador

img-20190808-wa00428211084568588249682.jpg

Acontecerá em Salvador (BA) , nos dias 25 e 26 de outubro, no Sotero Hotel o Curso de Gerenciamento de leitos com o Professor Marcelo Boeger.

O curso é organizado pela empresa Crescer de Salvador.

Inscrições: https://www.sympla.com.br/curso-de-gerenciamento-de-leitos__592147

Outras informações:  71 9 9699-8837  – Virginia Di Tullio – contato@crescerba.com.br

DESCRIÇÃO DO CURSO

Este curso visa oferecer as ferramentas necessárias que um hospital deve ter para gerenciar seus leitos da melhor maneira possível.

  • Otimizando a disponibilidade;
  • maximizando a ocupação dos leitos;
  • reduzindo o tempo de espera do paciente, agendamento cirúrgico, transferência interna de pacientes, manutenção;
  • aumentando o custo-benefício do hospital;
  • e aumentando o faturamento porque reduz os custos com capacidade ociosa de pessoal, infraestrutura, e desperdiço de tempo.

PÚBLICO ALVO 

Administradores hospitalares, Gestores da hotelaria hospitalar, Enfermeiros, Médicos e outros profissionais da área da saúde que desejam adquirir conhecimentos nessa área.

CONTEÚDO 

Bases para Implantação de Gerenciamento de Leitos:

– Conceito, Cenário, Raciocínio Sistêmico, Importância da Arquitetura Hospitalar para o Gerenciamento de Leitos, Premissas dos Ambientes de Serviços.

Problemas que Interferem no Gerenciamento de Leitos.

  • Gargalos no Gerenciamento de Leitos, Alertas de Altas, Serviços que influenciam a Falta de Leitos.
  • Ciclo de Serviços – Fluxo de Serviços no Gerenciamento de Leitos.

Outros Setores demandantes de Volume de Pacientes.

  • Pronto Socorro, SADT,
  • Centro Cirúrgico,
  • Hospedagem,
  • Alta,
  • Desospitalização de Pacientes Crônicos.

Principais Indicadores da Hotelaria Hospitalar.

– Indicadores de funcionamento do hospital, Indicadores por dia e tipo de paciente, Indicadores de Set Up, Indicadores de higiene, Indicadores de controle de infecção hospitalar.
Variabilidade da Demanda e seu Impacto nos Resultados.
– Implantação do Setor de Gerenciamento de Leitos, Prevenindo Atrasos, Pontos Críticos, Conhecendo e Reduzindo a Variabilidade.

METODOLOGIA

Aula expositiva dialogada, multimídia, interação aluno-professor, oficina com exercícios em sala de aula com estudos de casos e uso intensivo de recursos audiovisuais. Bons Estudos!

OBJETIVOS:

– Maximizar qualidade para o paciente e seus familiares,
– Reduzir o tempo de espera,
– Promover maior segurança assistencial,
– Gerar maior conforto a pacientes e familiares,
– Reduzir custos para Instituição,
– Reduzir transferências desnecessárias,
– Ajustar dimensionamento das equipes,
– Planejar adequadamente as atividades,
– Favorecer o fluxo da assistência,
– Determinar o paciente certo no leito necessário às suas condições em uma permanência adequada (a menor necessária para o diagnóstico e terapêutica).

Sobre o PROFESSOR: MARCELO BOEGER

imagem_release_1700843boeger* Presidente da Sociedade Latino-americana de Hotelaria Hospitalar.
* Diretor da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar.
* Coordenador e professor MBA em Hotelaria Hospitalar do Centro de        Educação em Saúde Abram Szajman do Hospital Albert Einstein.
* Mestre em Planejamento Ambiental pela Unibero.
* Mestre em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi.
* Consultor na área de Hotelaria Hospitalar e Gerenciamento de Leitos para hospitais.

Livros Publicados:
* Liderança em 5 Atos, Editora Yendis, 2014, 2ª edição (coautor).
* Hotelaria Hospitalar, Gestão em Hospitalidade e Humanização, 2ª edição Ed. Senac, 2012 (autor).
* Manual de Especialização em Hotelaria Hospitalar do Hospital Albert Einstein, Ed. Manole, 2011 (organizador).

Sobre a Crescer

logo-crescer A Crescer é especializada em Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas, a CRESCER acredita, incentiva e pratica a capacitação constante. E através de um conceito moderno, a CRESCER integra empresas e seus principais diferenciais competitivos: os colaboradores.

A frente da Crescer, está a executiva Ana Virginia Gomes Di Tullio

virginiadtulio

Virginia Di Tulio

Empreendedora e Intra empreendedora com elevada experiência, bom relacionamento, versátil, comunicação eficaz e transparente, disponível para apoiar pessoas e construir ambientes de trabalho positivos. Mais de 20 anos de experiência em algumas empresas da área de saúde, atuando em projetos importantes e exercendo papéis na área estratégica, comercial e operacional, com visão sistêmica e de busca constante na melhoria continua de processos de trabalhos com foco nos resultados da organização. Em paralelo, por cerca de 15 anos, tem ensinado em várias instituições de ensino nos cursos de graduação e pós graduação, além de inúmeras palestras em âmbito estadual e nacional. Atualmente desenvolve Treinamentos e Capacitações na Empresa Crescer .

 

Soluções para aumento de Produtividade em Hospitais

Imagem

voice folder.png