Sistema de saúde & Hotelaria Hospitalar

Screenshot from 2019-07-01 10-02-40O sistema de saúde é definido como um sistema complexo, sendo dinâmico, não existe um único ponto de controle, os comportamentos são imprevisíveis e incontroláveis, e as necessidades das partes não são homogêneas.

Segundo Marcel Proust, as verdadeiras descobertas não consistem em visualizar novas terras, mas em ver com novos olhos. Partindo deste pensamento podemos falar de Hotelaria dentro dos hospitais, o que é muito mais além do que estrutura. A Hotelaria Hospitalar consiste em Serviços aos clientes, Humanização no atendimento, Departamentalização, Gerenciamento e Hospitalidade.

Se sabemos que o sistema de saúde é complexo, teremos que ter processos bem definidos nas unidades hospitalares para poder gerir toda a estrutura, já pensou que a Hotelaria pode ser o caminho?

Para falar de Serviços ao Cliente, precisamos entender quem são eles. Para a Hotelaria o paciente não é mais denominado desta forma, este hoje é cliente de saúde, o qual tem expectativas além do atendimento a saúde. Atendemos além deste cliente os seus familiares e visitas, os quais buscam mais conforto nas unidades e distração.

Segundo Fadi Taraboulsi entendemos por cliente de saúde é toda e qualquer pessoa que entra em contato com o hospital para adquirir serviço médico-hospitalar, ou simplesmente solicitar uma informação. Tendo esta visão de cliente podemos desenvolver produtos e serviços para deixá-los mais confortáveis no ambiente, o qual não escolherem estar.

Vimos que nesse sistema a necessidade das partes não são homogêneas, e a grande conquista da Hotelaria é a Humanização, a qual é a grande descoberta da tecnologia moderna. A Hotelaria traz em seu seio a humanização das pessoas e do seu ambiente hospitalar, ela deve ser a mão amiga que se estende para romper com os paradigmas.

A Departamentalização na hotelaria, trata-se de dividir os seus setores: Recepção e Hospedagem, A & B (Alimentos e bebidas), Governança (higienização e arrumação dos quartos), Lavanderia, Coleta de Resíduos, Lazer e bem estar; entre outros que podem ser adaptados conforme a unidade.

O Gerenciamento das atividades operacionais ficam por conta da Hotelaria, onde tem a responsabilidade de entender os fluxos de atendimento, criar fluxogramas, supervisionar e criar melhorias nos processos.

A Hospitalidade esta se tornando parâmetro para a mensuração da qualidade de produtos e serviços, para recuperar a prática da cortesia e acolhimento. Nas unidades hospitalares além da cura o que nosso cliente de saúde mais busca é o acolhimento, no momento de enfermidade. Assim a hospitalidade está presente na Hotelaria auxiliando no ato de receber. Hospitalidade implica Humanização e valorização das relações interpessoais nas organizações.

Abraçar a Hotelaria pode representar a sobrevivência da instituição de saúde, não causa pânico e nem medo, requer somente uma percepção para transformar os comportamentos em condutas, e as atividades em processos. Vamos adquirir o pensamento de Proust e ter novos olhares para as nossas instituições.

 

Sobre Lediana

ledianaLediana Pais é propietária da L Pais Consultoria.

L Pais Consultoria é especialista na área da saúde, dedicada ao mapeamento de processos internos, capaz de identificar oportunidades para promover melhoria continua. Com a aplicação de técnicas e metodologia de gestão para Excelência Operacional e Hotelaria Hospitalar, está no mercado para reduzir desperdícios nos processos internos da sua estrutura.

Lediana é Formada em Hotelaria pela Castelli Escola Superior de Hotelaria, pós-graduada em Administração Executiva pela FGV, especialização em Hotelaria Hospitalar pelo Albert Einstein Faculdade Israelita de Ciências da Saúde, curso Sistema Brasileiro para Avaliadores pela ONA, pós-graduada em Excelência Operacional na Área da Saúde pelo Albert Einstein Faculdade Israelita de Ciências da Saúde, e Green Belt  em utilização da metodologia Lean Six Sigma.

Nós, hoteleiros hospitalares, somos responsáveis por processos desde o agendamento cirúrgico até a alta do cliente. Lediana Pais

 

351f4e90

Como foi o III Fórum de Hotelaria Hospitalar do Norte e Nordeste Hospitalmed 2018

Aconteceu em Recife (Pernambuco) o III Forum de Hotelaria Hospitalar do Norte e Nordeste do Brasil dentro da Feira HospitalMed, foi um sucesso contando com mais de 150 pessoas.

Na palestra de Inovações na Liberação de Leitos o Engenheiro Luiz Roberto (Beto) discursou por 30 minutos e detalhou as melhores práticas na liberação e giro de leito hospitalar. Em sua palestra, o Beto, falou desde as novas tecnologias como Robôs, Internet das Coisas, mas também como a melhor tecnologia (em sua visão) para girar um leito. Assista na íntegra a palestra abaixo:

O evento contou com grandes nomes da Hotelaria Hospitalar do Brasil, veja abaixo a programação completa do evento

 

p_20181003_144219.jpgMarcelo Boeger deu as boas vindas e explicou um pouco da evolução da Hotelaria Hospitalar no Brasil, destacou que em meados do ano 2000 poucas pessoas sabiam o que era Hotelaria Hospitalar, que não havia um cargo de gerência, que não tinham uma sala e que a Hotelaria não tinha voz, no entanto, passados 18 anos a Hotelaria se tornou uma grande área dentro da instituição e que agora participa da estratégia do Hospital.

P_20181003_144747

Na sequência Lauro Miquelin – CEO da L+M, destacou as inovações na Hotelaria Hospitalar, comentou das mudanças recentes na composição dos Hospitais como por exemplo grandes grupos Hospitalares, diferentes formas de contratação como por exemplo, produtos comprados como serviços etc.

 

 

A palestra do Eng. Marcelo Tilio diretor da Evolutix foi baseada em Hospital Inteligente e apresentou uma ferramenta de automação do quarto voltado para o paciente, como por exemplo, controlar a TV, a cortina, o ar condicionado e chamar o time de enfermagem por um tablet.

Após as palestras iniciais, ocorreram 2 debates, o primeiro foi discutido a sustentabilidade e apresentando o case de sucesso de economia de água do Hospital Unimed Fortaleza pelo Sr. Huelington Rocha Sampaio e moderado pelo CEO da W-Energy Sr. Wagner Carvalho.

O segundo debate foi moderado pelo Eng. Mauricio Almendro Diretor do Grupo Verzani&Sandrini e apresentado o case de controle de acesso do Patrimônio de 2 grandes Hospitais, Unimed Americana e Unimed Recife.

Já a ultima palestra do dia foi conduzida pela Coordenadora de Operações do Hospital HCOR de SP a Sra. Katia de Assis. Sua fala foi baseada na Inovação e Redução de custos na Higiene Hospitalar. Katia demonstrou a aplicação de máquinas em substituição as limpezas convencionais e se mostrou super eficiente em alguns setores como por exemplo, nas áreas comuns. Um grande benefício destacado pela coordenadora é que a máquina carrega sua própria água e depois de lavar já seca, não sendo necessário balde e depois rodo para enxugar. Além de veloz a máquina trás o benefício ergonômico e econômico para a instituição, abaixo segue detalhe da máquina utilizada no Hospital HCOR.

hcor

Abaixo seguem algumas fotos do evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

Como foi o VI Encontro de Hotelaria Hospitalar RS

Aconteceu em Petrópolis (Rio de Janeiro) o VI Encontro de Hotelaria Hospitalar.

Nós da Voice participamos dando todo o apoio e ao evento e fomos um dos patrocinadores.

Os participantes foram agraciados com uma abertura da Cantora Petropolitana Larissa Viana , que é uma das participantes do programa The Voice e virou todas as cadeiras !

Após o Show da cantora, tivemos a formação da mesa de abertura do evento que foi composta pelas seguintes personalidades:

A seguir temos um trecho da abertura com a fala de Alexandra. Destacou que o esforço em hospitalidade da área de Hotelaria Hospitalar e também que a felicidade gera lucro!

Assumimos o papel do cuidado, quanto mais eficiente na Hotelaria Hospitalar, melhor é a assistência leito!

Alexandra Reis

O Dr. Paulo César Guimarães, Diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis – FASE em seu belo discurso de abertura, garantiu a continuidade do evento nos próximos anos no belíssimo auditório da Faculdade e já anunciou que o VII Encontro estava garantido !

Palestra de Gladys Antonioli 

  • Coordenadora do Hospital Santa Catarina (SP)
  • Docente do SENAC,
  • MBA a Health Minds Academy, Gestão de Projetos, Gestão de Marketing, Gestão Estratégica, Sustentabilidade e Gestão Corporativa.
  • MBA em Economia e Gestão Hospitalar – Escola Paulista de Medicina
    Curso:
  • Pós- Graduação em Hotelaria Hospitalar – Hospital Israelita Albert Einstein
  • Especialização em Administração Hospitalar – Centro Universitário São Camilo
  • Especialização de Gerenciamento na Assistência de Enfermagem – Escola Paulista de Medicina
  • Aprimoramento em coordenação de transplantes – University Hospital Birmingham
  • Enfermeira Geral – Universidade de Guarulhos

Trecho inicial:

Flávia Fávero 

  • Hotelaria Hospitalar da Unimed Petrópolis-RJ
  • Presidente da Sociedade de Hotelaria do Estado do Rio de Janeiro

Palestra:

GESTÃO DE LEITOS – COMO EU FAÇO?

EXPERIÊNCIA DE HOSPITAIS ASSOCIADOS À SHHERJ

inicio da palestra:

No video, Flávia da a importância do aprendizado inicial que teve, dos tempos os quais era assistente do posto de enfermagem, principalmente os conceitos básicos de hospitalidade.

No próximo vídeo, Flávia destaca a Hotelaria Hospitalar:

Clique aqui para ver em detalhes a palestra toda de Flávia

alexandraaacdPalestra de Alexandra Reis

  • Gerente Operacional da AACD
  • Vice Presidente da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar

Tema da Palestra:

Gestão de acesso: Portaria e Estacionamento

A palestra de Alexandra foi importante pois demonstrou como a importância da gestão de acesso é impactante na Hospitalidade e segurança do paciente.

marceloboegerPalestra do Professor Marcelo Boeger:

  • Presidente da Sociedade Latino Americana de Hotelaria Hospitalar
  • Sócio Diretor da Hospitalidade Consultoria para Meios de Hospedagem.
  • Coordenador e Professor da Pós Hotelaria Hospitalar do Einstein

Tema da Palestra

Novos modelos mentais para sustentar a inovação da Hotelaria dos Hospitais

marcia bp

Palestra de Marcia Caselato

  • Graduada em Arquitetura e Urbanismo e pós-graduada em Administração Hoteleira. Tem mais de 20 anos de experiência nas áreas de Hotelaria Hospitalar e Facilities.
  • Atualmente, é gerente-executiva de Experiência do Cliente em Cuidados Hoteleiros da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Tema da palestra:

Experiência do Paciente –  Case Beneficência Portuguesa de São Paulo

PALESTRANTE: SILVANA COELHO Escritora, Radialista e Apresentadora de TV

Tema:

Meu familiar adoeceu, e agor quem sou eu ? 

Silvana encantou os presentes com sua palestra motivacional.

Segundo Silvana, tem sido uma das suas missões, motivar pessoas de modo inspirador, ao ponto de quererem se transformar em alguém que já existia, mas que por alguma razão, não sabia que estava bem ali dentro de si. Grandes mentes da humanidade como Aristóteles motivaram pessoas através da retórica. Além de ser uma excelente forma de nos motivar, ouvir personalidades inteligentes e bem articuladas falando nos traz conhecimento, energia e entusiasmo para seguir em frente com sonhos pessoais.

 

Screenshot from 2018-10-09 14-28-58

Ao lado temos a foto do post de Silvana em sua rede social.

Onde agradeceu  Flavia Favero pelo convite e por acreditar no meu trabalho.

Agradeceu também o Dr. Rafael Gomes de Castro por enaltecer minha pessoa através de suas lindas palavras!

 

 

 

 

andreamouraandreamouraAndréa Moura – Gerente de Enfermagem do Hospital Unimed Petrópolis moderará um debate sobre o tema após palestra de Márcia

Mesa Redonda Multicidiplinar – Enfermagem, Medicina, Psicologia e Qualidade.

Tema:

Segurança do Paciente: Humanização, acolhimento e familiares na Terapia Intensiva

Integrantes da mesa:

  • Natalia Teixeira – Pós graduada em Enfermagem intensiva e Enfermeira Coordenadora da UTI Adulto do Hospital Unimed Petrópolis
  • Nathália Mathias – Médica na UTI Adulto do Hospital Unimed Petrópolis, Pós graduada em Terapia Intensiva e Cuidados Paliativos e Médica coordenadora da Comissão de Cuidados Paliativos
  • Jociane Gatto Justen Coutinho – Coordenadora da equipe de Psicologia do Hospital Unimed e do Hospital Santa Teresa e Mestranda em Bioética
  • Lucia Coelho – Gerente de Qualidade do Hospital Unimed Petrópolis, MBA em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde, Pós em Auditoria de Serviços de Saúde e Pós em Administração Hospitalar pelo São Camilo

Moderador da Mesa:

Victor Grabois Médico da SMS-Rio cedido à ENSP/FIOCRUZ, Coordenador Executivo do Proqualis/Icict, Doutorando em Saúde Pública Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

mariahelenaperaccini

MODERADORA Primeira mesa: Maria Helena Peraccini

  • Gerente Técnica da SPSP- Grupo Empresarial de Serviços SP.
  • Membro do Conselho Fiscal da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar.
  • Coordenadora Científica do Congresso Brasileiro de Hotelaria Hospitalar e
  • Membro da Comissão Organizadora do Congresso Latino Americano de Hotelaria Hospitalar.

Tema da Mesa:

Impacto do e-Social para Prestadores

37875419_1859075404131053_1084477240785240064_nIntegrantes da Mesa:

  • Alexandre Lucas – Analista Senior de Recursos Humanos Soluzione Serviços Especializados

  • Beatriz Villela – Consultora em RH do Grupo Brasanitas

  • Pamela Lopes – Gerente de Unidade Sodexo

 

SOBRE SHHERJ:

hh

Durante o I Encontro de Hotelaria Hospitalar da Região Serrana, realizado em Petrópolis, Rio de Janeiro, numa conversa informal, Marcelo Boeger, Presidente da Sociedade Latino Americana de Hotelaria Hospitalar e a coordenadora do evento, Flávia Fávero, identificaram a necessidade de criação de uma entidade que representasse os interesses e atendesse as demandas dos profissionais da área no estado do Rio uma vez que muitos deles solicitavam que Marcelo viesse de São Paulo para realizar eventos científicos em cidades fluminenses.

A partir de então, foram realizadas reuniões que culminaram com a fundação da Sociedade de Hotelaria Hospitalar, numa solenidade realizada também na cidade de Petrópolis.

sociedade_intro

Fundada em 13/05/2011, a SHHERJ que tem como objetivos:

  • Reunir profissionais de todo o Estado do Rio de Janeiro que atuam em na área de Hotelaria Hospitalar, assim entendidos aqueles que desempenham atividades na área de saúde;
  • Promover o desenvolvimento científico visando o aperfeiçoamento do profissional;
  • Promover o benchmarking com outras organizações ligadas à área de Hotelaria Hospitalar;
  • Realizar cursos, reuniões científicas, conferências, congressos, seminários e eventos similares, de interesse de seus associados;
  • Defender os interesses da categoria profissional.

Estiveram por lá:

Grupo de Chefias e Supervisores do Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano, um dos hospitais associados da região serrana.

37884260_1859501687421758_3054624781509853184_n Juliana Quintanilha Correa,

Luciana Oliveira,

Teresa Maria Quintanilha Lopes,

Maisa Maia,

Victor Fortes e

Alexandra Souza.

Unimed Petrópolis:

43371509_1109683819182552_3578541539569172480_n

 

Tecnologias na Saúde

Muitos adjetivos são aplicados sobre a adoção da tecnologia no ambiente da Saúde: inteligência, segurança, transparência, economia, eficiência…

Além de benefícios diretos, a adoção de soluções de tecnologia de produtividade nos Hospitais, também é capaz de gerar benefícios indiretos aos pacientes e até diretos aos próprios profissionais de saúde.

IMG_7040Em nosso artigo sobre Gestão a vista! O poder da publicidade dos dados! , fica explícito que além dos impactos diretos de nossas soluções, podemos potencializar estes efeitos quando estes são divulgados e abertos.

A adoção de painéis e Dashboards com informações vivas (on line e atualizadas de acordo com o andamento do trabalho) incluem e engajam os profissionais.

Ao lado um exemplo de como um de nossos clientes monitora e deixa público e visível para todos os envolvidos o andamento do giro do leito.

Aqui no Blog, já publicamos palestra sobre Tecnologias na Hotelaria Hospitalar, ministrada no I Simpósio de Hotelaria Hospitalar da Zona da Mata, nesta palestra fica bem exemplificado que conceitos e tecnologias já aplicados em nosso dia a dia, são aplicados com muito sucesso em diversos processos hospitalares.

Os mesmos conceitos de aplicativos com o Waze ou Uber são muito bem aplicados em soluções para Logística Hospitalar e Gerenciamento de leitos.

codigoazulsmartphone

O poder da mobilidade dos tabletes e smartphones, são bem explorados nas aplicações de Checklists Hospitalar.

Com a tecnologia é possível descomplicar processos e isto simplifica a gestão de muitas atividades. Desde o gerenciamento de leitos, ao controle da montagem e desmontagem das salas cirúrgicas, dos acionamentos e gerenciamento dos transportes

robo digitaEm uma clínica ou em um Centro de ambulatórios ou exames, o índice de faltas é um fator que derruba a rentabilidade da prestação de serviço médico.

Temos diversos cases de sucesso onde com inteligência, uso de robôs e integração, conseguimos proporcionar índices muito melhores e que elevaram a rentabilidade das operações. Um exemplo é Hospital São Bernardo, também temos já publicado aqui no Blog outros depoimentos dos Hospitais São Camilo e Clínica LottenEyes no post: Confirmação de Consultas e Exames

O uso da tecnologia focada em gestão e eficiência permite ao profissional da saúde focar em seu principal objetivo – o atendimento do paciente.

Em um Centro Cirúrgico temos processos complexos que envolvem pessoas, conhecimentos históricos, formas de organização, estratégias de trabalho, métodos, técnicas e procedimentos, utilização de equipamentos e instalações físicas para produção e obtenção de bens e serviços.

telaccMais eficiência no gerenciamento das equipes que trabalham no Giro da Sala é o objetivo de nossa aplicação.

Automatizamos os procedimentos envolvidos na preparação de uma cirurgia, tanto na desmontagem e montagem da sala para próxima cirurgia.

Tornamos menos burocrático e mais inteligente esse processo.

Tudo isso facilita a comunicação entre as equipes envolvidas e traz eficiência na gestão hospitalar, já que com os dados reunidos é possível extrair indicadores que servem de subsídio para a avaliação da qualidade e da produtividade.

Damos controle e melhor previsibilidade das salas, assim ajudamos os profissionais envolvidos na segurança do paciente. Dados on line proporcionam maior inteligência nas tomadas de decisão, com o processo mais limpo e visível, o trabalho flui muito melhor e os profissionais do Centro Cirúrgico podem se focar em sua atividade principal de cuidar de vidas.

Quer saber mais ?  Entre em contato.

ou envie e-mail para comercial@voicetechnology.com.br

A relevância da área da Saúde na economia do País

O Brasil é, hoje, o 8º maior mercado de saúde do mundo e o 9º país no ranking mundial de investimentos na área de tecnologia.

saude brasil

Este mercado anualmente, investe cerca de US$ 38 bilhões em desenvolvimento.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou a importância do setor Saúde para o desenvolvimento do País, ressaltando que a movimentação financeira da área responde por quase 9% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

“Temos um PIB maior que o da Agricultura. Não seremos a quinta economia do mundo se não tivermos um setor de saúde bem estruturado e eficiente”.

A declaração foi feita durante a abertura da 18º Hospitalar – Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Hospitais, Laboratórios, Farmácias, Clínicas e Consultórios. 

O mercado de saúde brasileiro movimenta cerca de R$ 20 bilhões ao ano e garante emprego a 12 milhões de trabalhadores. Grande parte desse impacto é resultado do amplo atendimento realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Padilha ressaltou que é necessário compreender as oportunidades que surgem no País com a expansão da rede pública.

“O SUS, um grande sistema nacional de saúde, é um grande mercado para a indústria”

, afirmou o ministro. 

Podemos confirmar que é uma afirmação consistente, nós da Voice em 2017 conseguimos entrar em diversos Hospitais públicos com nossas soluções de produtividade para saúde. Desde Gerenciamento de leitos para aumentar e garantir o giro de leito eficiente até produtos de acionamento para situações de emergência.

Ampliar o acesso de pacientes aos tratamentos de ponta oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), administrar recursos e adquirir novas tecnologias para que a defasagem entre os segmentos público e privado seja cada vez menor. Estes são alguns dos desafios enfrentados pelo setor público atualmente.

A adoção de tecnologias traz uma melhor qualidade assistencial ao serviço público de saúde, mas também equipara tecnologicamente com o setor privado.

Melhorando a produtividade também ajudamos na redução de custos por paciente, assim como na diminuição de desperdícios dos recursos públicos dando para as instituições melhoria operacional. Acreditamos que nosso papel é dar eficiência operacional a qualquer Hospital e que a aplicação de nossa tecnologia aliado a melhora ou garantia dos processos são determinantes.

A redução de custos é um processo que passa por uma análise de como se está trabalhando. De como funciona o dia a dia da saúde pública. Não é apenas uma questão de reduzir o quadro de funcionários ou comprar materiais mais baratos. Uma efetiva redução de custos passa por uma quantidade significativa de melhorias operacionais.

Para se obter melhorias operacionais de verdade, é preciso usar a tecnologia em nosso favor.

 

Fontes :