Palestra de Michelle Lelis

No dia 16 de Dezembro de 2016 aconteceu no Hospital Monte Sinai (Juiz de Fora-MG) o I Simpósio de Hotelaria Hospitalar de Zona da Mata.

Neste evento tivemos a palestra :

A Etiqueta Profissional: A imagem do atendimento Hospitalar

dscn4496

Michelle Lelis ,especialista em comportamento e leader coaching, professora e autora do livro “Etiqueta Profissional: Como se Comportar em um Ambiente Empresarial”.
A palestra tratou sobre etiqueta profissional, mas com foco na imagem do atendimento hospitalar.
Logo no início da palestra, destacou que em um ambiente Hospitalar uma das posturas é o acolhimento.
Colocou uma imagem e pediu aos participantes as opiniões sobre o que esta imagem passava de mensagens.

Em menos de 1 minuto, obteve mais de uma dezena de impressões diferentes as quais os participantes apontaram.

img_4560Em menos de 1 minuto, obteve mais de uma dezena de impressões diferentes as quais os participantes apontaram. Em cima destas, explicou que na vida real é a mesma coisa.

Apenas a postura da pessoa na foto já transmite diversas mensagens, impressões.

Dentre as várias opiniões escolheu destacar principalmente a característica do:
“Olhar de acolhimento”.
Olhar nos olhos passa confiança atenção credibilidade, acolhimento …
Dê atenção ao paciente ou cliente quando ele fala… sem isso a percepção da qualidade de atendimento não existirá.

Michelle alertou a todos que a linguagem corporal “fala muito”. Destacou o poder:

  • fullsizerenderdo Sorriso,
  • de um olhar,
  • dos gestos,
  • do toque

E reforçou que todo ser humano merece atendimento de qualidade, assim tudo fica mais fácil, e tudo flui.

Na sequencia, reforçou aos participantes sobre o poder da postura, destacando para todos que “você” é sua maior marca, e assim a importância do investimento em si mesmo principalmente em capacitação. Falou do poder de suas escolhas, e da importância de valorizar investimentos em si próprio. E elogiou a todos por estarem ali investindo em si próprios em um Simpósio e indo atrás de capacitação.
img_4569

Hospitalidade

Ao falar sobre prestação de serviço ao cliente, deu o exemplo do Jonas (funcionário do Hospital Monte Sinai) que a socorreu fazendo de tudo para que as ferramentas de apresentação funcionassem. Destacou o empenho, a pró atividade e toda presteza que ele a dedicou.  
Procurar entender suas expectativa, ou seja conheça seu cliente, escute-o

Escutar e ouvir é bem diferente!

A diferença entre escutar e ouvir, o significado de ouvir remete ao sentido da audição, é aquilo que o ouvido capta. Já o verbo escutar corresponde ao ato de ouvir com atenção.

O ambiente de trabalho pode motivar ou não as pessoas a se comprometerem.
Gestos, como influenciam ? Explicou a importância destes, para reforçar pontos positivos ou em casos de descuidos, o perigo de denegrir totalmente sua imagem e da instituição a qual você trabalha ou representa.
Voz ! Cuidado com tom de voz, a maneira com a qual você se expressa é muito decisiva em uma impressão. Não fale nem rápido, nem bem devagar.

Orientou que muitas vezes solicitar a seu colega de trabalho um feedback sobre suas posturas, tom de voz e ações é uma excelente forma de poder identificar um possível problema e melhorar.

monte-sinai-002Alertou que o Telefone Celular pode prejudicar sua imagem. Apesar dele ser um instrumento fundamental, o uso dele em momentos de trabalho, atendimento e conversas com as pessoas podem ser muito negativo.

Ainda sobre o tema Celular, alertou sobre o cuidado com o imediatismo. Será que a cada mensagem recebida em um “WhatsApp” deve ser respondida imediatamente ?

Pediu para que sempre seja lembrado: O que é prioridade, seu trabalho é prioridade ?

As pessoas cada vez mais tem menos tempo, por isso ao telefonar para alguém tome cuidado de não ocupa-la, sempre pergunte se a pessoa pode falar e seja o mais breve possível.
Passos para atender bem seu cliente
  • O conheça 
  • Escute ( escutar é ouvir com atenção )
  • Interaja
  • Postura positiva ( o q fala condiz com q faz)

Sobre percepções, mostrou aos participantes um desenho quadrado com X e qxperguntou o que as pessoas viam.Tiveram umas 20 repostas diferentes e comentou que cada vez que escutamos a opinião do outro, percebemos que outra coisa o desenho poderia representar, e concluiu: Assim é como a impressão que temos das pessoas. Cada pessoa pode ter uma percepção diferente do outro sobre a mesma situação.

15403253_10211058636412091_2091902861_nCom este gancho, continuou falando as impressões sobre situações relacionadas a posturas:

  • O fato de se irritar com liberdade excessiva das pessoas,
  • o impacto de assobiar ou cantarolar,
  • de não dar atenção a solicitações e ignorar…
  • que o acolhimento é essencial 
  • e diversas outras posturas no trabalho…
Finalizando a palestra, Michelle Lelis reforçou que uma atitude positiva é o fundamento sobre o qual precisamos desenvolver nossas carreiras.
O trabalho precisa ser visto como um meio de ser feliz, de se realiza, de fazer um mundo melhor.
A decisão, no final, é sempre nossa, a escolha é nossa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais sobre o Simpósio:

Temos uma Galeria de fotos de todo evento, clique aqui e veja.

Jantar aos palestrantes e patrocinadores do evento.

Cobertura completa do Simpósio !

Infraprev atualiza seu atendimento

As empresas de previdências complementar enfrentam um cenário econômico que de cada vez mais necessitam automatizar o atendimento para poder escalar seus serviços com a mesma qualidade ou até poder conseguir melhorar. Cada dia fica mais relevante nossas aplicações, inclusive escrevemos um pouco sobre a importância para empresas de previdências.

Estas empresas enfrentam o crescimento constante de sua base de participantes e a eficiência e necessidade de transparência em seus processos são fatores fundamentais os quais nossa tecnologia pode ajudá-las… Neste cenário de base de participantes sempre em ampliação, a necessidade de melhora de efetividade de seus resultados aliada a dificuldade de aumentar os recursos de atendimento e a crise econômica do País, nossas tecnologias e Know How ajudam a conquistar uma maior automatização.

TangramNosso cliente Infraprev (desde 2007), o qual já tínhamos a URA com integração ao Sistema TrustPrev, acaba de atualizar toda sua estrutura de atendimento, modernizando e atualizando desde seu sistema de PABX até a atualização da URA para o Tangram.

Neste projeto tivemos a parceria com duas empresas para viabilizar o projeto:

  • a empresa Carioca Telesim: que viabilizou toda a operação local no Rio de Janeiro e
  • a empresa Gaúcha X5 Soluções: que modernizou toda a base tecnológica do cliente trocando os equipamentos antigos de telecom pela plataforma de comunicação IP Xcontact.
Telas de Gerenciamento do Xcontact

Telas do Xcontact

O grande diferencial que viabilizou todo projeto foi além de manter as integrações e automatizações existentes com TrustPrev funcionais, foi poder agregar toda a compatibilidade do Tangram com o Xcontact que proporcionou melhores resultados e maior flexibilidade das comunicações IP.

A modernização dos sistemas deu a Infraprev um poder maior na resolução dos atendimentos, dando ferramentas melhores na gestão de seu Call Center. Acima temos exemplos de tela do sistema.

A compatibilidade entre o Tangram e o Xcontact deixa transparente para o cliente o funcionamento de todo o sistema, é como se ambas as plataformas fossem uma única.

Isso diminuiu muito a complexidade do parque tecnológico do cliente, as mesmas informações que estão na URA, continuam disponíveis para:integra

  • a tela dos atendentes,
  • as gravações dos atendimentos,
  • e para um roteamento inteligente no Xcontact,

Sobre a X5Soluções:

380ccfe

Uma Startup do segmento de tecnologia constituída a partir da união de 5 profissionais referenciais do mercado brasileiro de TI&C e investidores. Atua no fornecimento de projetos 360º, voltados para soluções integradas e customizadas de telefonia corporativa, conectividade, segurança e desenvolvimento de software. Nossos profissionais representam mais de 18 anos de experiência em projetos e soluções, trazendo consigo um expertise moldado em criação de valor, confiança e qualidade.

Sobre a Telesim:

logo41A quase 20 anos atrás, em 1997, a Telesim Telecom surgiu e começou sua operação, oferecendo serviços da área de telecomunicação e venda de produtos tradicionais como o PABX, além de implementação de redes de telefonia e todas as necessidades de infraestrutura. Atualmente atua com diversos serviços e produtos das áreas de Telecom, com foco na solução completa para o cliente. Corpo técnico próprio treinado e capacitado para medições, avaliação, instalação, ativação e manutenção de equipamentos. Profissionais certificados em CISCO, RUCKUS WIRELESS, UNIFY, KERIO, PANASONIC, FLUKE, INTELBRAS…

Sobre a InfraPrev:

logo_infraprev30anosO Instituto Infraero de Seguridade Social – INFRAPREV é um fundo multipatrocinado criado em 29 de junho de 1982. Tem por objetivo garantir o pagamento de aposentadorias aos seus participantes e pensões aos beneficiários. Possui patrimônio superior a R$ 3 bilhões e participantes na ordem de 14.000.

Para cumprir com esse compromisso, adota uma metodologia rigorosa em seus investimentos. Os recursos financeiros são gerenciados seguindo processos de planejamento que orientam as decisões de investimentos, sempre observando os princípios de rentabilidade, liquidez e segurança.

O INFRAPREV possui cinco patrocinadores: Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) – patrocinador-fundador, Inframérica Concessionária do Aeroporto de Brasília S/A, Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S/A, Aeroportos Brasil Viracopos S/A e o próprio INFRAPREV. Possui também um instituidor, a Associação Nacional dos Empregados da Infraero (Anei), com plano de previdência para familiares.

Atualmente possui três modalidades de planos de benefícios: o de benefício definido, que está fechado para entrada de novos participantes, o de contribuição variável, em vigor desde dezembro de 2000 e o de contribuição definida criado em março de 2012.

O Instituto é regulado e fiscalizado pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc, do Ministério da Previdência Social, com diretrizes dos investimentos determinadas pelo Conselho Monetário Nacional do Banco Central.

 

Sobre a TrustPrev:

A Trust Solutions é uma empresa que tem foco exclusivo para o segmento da previdência complementar do país, prestando consultoria e desenvolvendo sistemas dlogotrust2e informação para a gestão integrada das EFPC. Proprietária intelectual da solução Trustprev , composta por um conjunto de módulos integrados, a Trust Solutions ainda conta com parcerias comerciais para o fornecimento, seja através de venda ou de licenciamento, de diversas ferramentas para facilitar ainda mais o trabalho dos administradores dos Fundos de Pensão.

 

 

RCE IT Seleciona Arquiteto de Soluções

frente-brancoDESCRIÇÃO DA VAGA: Responsável por ser o elo de ligação entre gerentes de contas e responsáveis técnicos das áreas de entrega, buscando entender todas as necessidades de TIC dos clientes corporativos, sob o ponto de vista técnico e do negócio. Terá como principal missão, o dimensionamento de soluções técnicas com apoio dos técnicos especialistas das equipes internas e de fornecedores/parceiros externos, além de estruturar e desenvolver apresentações e propostas técnico comerciais. Será o apoio de gerentes de contas em reuniões e visitas, quando necessário. Buscará avaliar os programas de canais e participar dos processos de cadastros e certificações da empresa perante os fabricantes.

REQUISITOS: Conhecimentos em ambiente de Redes com servidores, segurança e virtualização. Experiência em arquitetar soluções de infraestrutura, cabeamento estruturado, telefonia e data center. Conhecimentos em VOIP e vídeo conferência. Desejável conhecimento na língua inglesa.

ESCOLARIDADE: Ensino Superior completo ou em andamento em cursos de TI ou Engenharia.

Ver o post original 25 mais palavras

Palestra de Alexandra Reis Melo da AACD no I Simpósio de Hotelaria Hospitalar da Zona da Mata

Esta palestra foi no I Simpósio de Hotelaria Hospitalar de Zona da Mata que aconteceu n auditório do Hospital Monte Sinai (Juiz de Fora-MG).

dscn4567

 A palestra de Alexandra Reis (Gestora Operacional da AACD) teve o tema:

“Ferramentas Operacionais para Gerenciamento de leito Hospitalar”

Mylaidy Spindola que conduziu todo o Simpósio, ao fazer a apresentação da palestrante, fez um relato pessoal emocionante onde destacou que Alexandra foi uma de suas principais inspirações para seguir em sua carreira de Hotelaria Hospitalar.

Logo no início da palestra, Alexandra declarou que estava muito feliz em poder inspirar pessoas e que era uma alegria imensa saber que palestras dela de 2012 e 2013 tinham impactado positivamente a carreira de outras pessoas e que isso era um dos propósitos de sua carreira.

Alexandra iniciou sua palestra indicando a todos que utilizem o que está a sua mão, mas não deixem de fazer a Gestão. Iniciem controles e indicadores com o que tiverem a disposição e depois batalhem para melhorar e automatizar estes.

Alexandra alertou que antes de entrar em detalhes sobre a aplicação de ferramentas tecnológicas, era importante uma reflexão de o porque fazer. Identificar o seu propósito e baseado nisso se motivar. Alexandra exemplificou que ao entrar todos os dias na AACD com a seguinte frase:

Você entra na AACD você muda ! Se você tem algum problema este fica atrás da porta, ele desaparece.

Alexandra Reis

Na sequencia mostrou um vídeo institucional da AACD que envolveu a todos e explicou que aquele era seu propósito. Na sequencia falou que este propósito a move a ajudar a atender todos os pacientes e lembra que “lá fora” existem muitos outros precisando de atendimento e que ela tem a obrigação de a cada dia ser mais eficiente para proporcionar mais atendimentos e por isso a importância de aplicar tecnologias para a melhoria de desempenho de sua instituição.

Na sequencia fez um breve explanação de como a situação macro da saúde no Brasil afeta a gestão de leitos, e depois citou um artigo científico que apontou que o primeiro motivo que move o paciente a um Hospital é o médico e o segundo motivo é a Hotelaria. Segundo Alexandra isso é incrível, e explica que esse resultado é devido ao fato que Hotelaria no Hospital significa para o paciente: Conforto, atendimento, acolhimento, pessoas, ambiente agradável, esperar o menor tempo possível para ter acesso ao leito.

Seguiu com uma explicação sobre qual a importância da Gestão de leitos:

  • Aumentar receitas,
  • Aumentar satisfação do cliente,
  • Posicionamento de mercado,
  • Assegurar o acesso ao tratamento,
  • Melhorar eficiência,
  • Garantir as metas do SUS,
  • Negociar melhor com as operadoras,

Na sequencia Alexandra falou bastante sobre os processos e a importância dos indicadores, explicou que o Gestor tem que ter todos os dados em mãos, pois muitas vezes apenas um desvio, se você não tiver todos os dados em mãos, pode destruir todo o trabalho realizado. Ainda alertou a todos que se for em reuniões, sempre fiquem preparados com dados que você tem de sua operação. Assim você não é pego de surpresa e estará sempre preparado .

Ilustrou que sua primeira ação diária é a visualização dos indicadores . Assim consegue ajustar e priorizar as ações do dia.Tem que saber a programação de internações, cirurgias e disponibilidade de leitos. Não seja pego de surpresa ! Utilize estes dados em seu planejamento.

Citou também que a gestão tem que ser que nem uma Torre de aeroporto. Que tem todos os dados dos voos, rotas etc. Você tem que saber sobre seus leitos assim como o controlador de voô sabe sobre os aviões em movimento.

O uso de uma televisão de 42 polegadas e a tela do sistema com a situação dos leitos on line é importantíssimo.

Na sequencia falou bastante das ações que um gestor de Hotelaria tem que fazer antes de implantar a tecnologia. Sobre aonde implantar tecnologia destacou: Gestão de leitos, Checklist, Mensageria, Transportes Hospitalar etc.

fullsizerender1

Fez um depoimento pessoal sobre tecnologia onde ficou sem celular e não conseguia chamar transporte (taxi ou Uber) e que o esforço para conseguir um taxi sem a ferramenta tecnologia foi extraordinariamente maior . Então explanou um pouco sobre Esforço versus resultados .

Até é possível fazer a Gestão de leitos sem a tecnologia, porém o esforço necessário para conseguir é imensamente maior e claro, muito mais custoso.

img_4735

Na tela ao lado Alexandra detalha todos os indicadores automáticos os quais são possíveis retirar das ferramentas tecnológicas e na próxima imagem temos a ferramenta a qual ela chamou de “menina dos olhos” .

Segundo Alexandra, nosso sistema de gerenciamento de leitos é como se fosse um “Big Brother” pois você consegue acompanhar o andamento de todas as atividades on line,

gestaoleitos.png

coloca alarmes em seus subtempos e consegui agir e tomar decisões apenas no desvio.

 

 

 

 

Mais sobre o Simpósio:

Temos uma Galeria de fotos de todo evento, clique aqui e veja.

Jantar aos palestrantes e patrocinadores do evento.

E postaremos as palestras com maior destaque

Como funciona a computação em Nuvem

 

cloud-computing-1000x667Estamos acostumados a armazenar arquivos e dados dos mais variados tipos e a utilizar aplicações em nossos dispositivos. Em ambientes corporativos, e: é comum empresas utilizarem servidores com aplicações que podem ser acessadas por terminais autorizados.

A principal vantagem de ter as aplicações locais é o acesso a elas, mesmo sem acesso à internet ou à rede local, ou seja, seus recursos estão disponíveis off line.

No modelo local, todos os dados ficam condicionados a um equipamento, podendo ser acessados apenas por compartilhamento em rede. Ainda assim, será necessário uma licença de softwares específicos para cada máquina.

Com os avanços tecnológicos permitindo acesso mais amplo e rápido à internet se cria a condição perfeita para a popularização da cloud computing.

Através da cloud computing muitos muitas aplicações, dados, arquivos, espaço de armazenamento e outros recursos não precisam mais ser processados no computador do usuário ou em um servidor próximo. Todo o conteúdo está disponível na internet, na nuvem.

Tipos e modalidades de serviços Cloud

DaaS

– Database as a Service (DaaS): Banco de Dados como Serviço. Este modelo de negócios oferece serviços de armazenamento e acesso de volumes de dados.

– Infrastructure as a Service (IaaS): Infraestrutura como Serviço. Parecido com o conceito de PaaS, mas fornece a estrutura de hardware ou de máquinas virtuais, com o usuário tendo acesso aos recursos do sistema operacional;

– Testing as a Service (TaaS): Ambiente de Teste como Serviço. Oferece ambientes de teste para aplicações e sistemas, remotamente, simulando o comportamento destes na execução e economizando na aquisição e manutenção de ambientes variados de testes para as mais diversas aplicações.

PaaS

– Platform as a Service (PaaS):

Plataforma como Serviço.

Uma modalidade mais ampla e adequada para as mais variadas aplicações, incluindo todos os recursos necessários à operação, como armazenamento, banco de dados, escalabilidade (aumento automático da capacidade de armazenamento ou processamento), suporte a linguagens de programação, segurança e assim por diante. Esse é o modelo adotado pela Voice Technology para o Voice OnCloud. Ele conta com toda a estrutura necessária para manter programas robustos e confiáveis para qualquer tipo ou tamanho de negócio.

 

A nós fornecedores das aplicações cabe as tarefas de desenvolvimento, armazenamento, manutenção, atualização, backup, escalonamento, etc. O usuário não precisa se preocupar com nada, só assinar e usar.

Dentre as aplicações Cloud mais populares da Voice Technology estão URA na Nuvem e Voice Banner, ambos com sistema de assinatura e com toda a manutenção e processamento por nossa causa. Clique e conheça!

Cloud computer: a nuvem de inovação que você precisa conhecer.

Cloud-Computinguser.jpg

O termo computação na nuvem, ou cloud computer, ganhou força lá pelos idos de 2008, mas, o conceito é bem mais antigo, remontando ao início da WWW. A cloud computing se define basicamente pela utilização, em qualquer lugar e independente de plataforma, diferentes aplicações através da internet com a mesma facilidade de tê-las instaladas seu computador local.

é a entrega da computação como um serviço ao invés de um produto, onde recursos compartilhados, software e informações são fornecidas, permitindo o acesso através de qualquer computador, tablet ou celular conectado à Internet.

Senta que lá vem História!

A História do Cloud Computing caminha juntamente com a da programação e da evolução dos sistemas em rede. O conceito não nasce pronto, mas se desenvolve a partir do trabalho de diversos profissionais, como o desenvolvido por John McCarthy. O pesquisador, que faleceu em outubro de 2011, foi um dos nomes por trás do desenvolvimento do que conhecemos hoje como inteligência artificial, principalmente a linguagem Lisp, até hoje aplicada em projetos que utilizam Cloud Computing. Mc Carthy no início dos 60, começou a trabalhar numa idéia muito importante, o time sharing. Por este sistema um computador poderia ser utilizado simultaneamente por dois ou mais usuários para realização de tarefas, aproveitando juntamente os tempos ociosos entre cada processo. Computadores à época eram um recurso caro e aproveitar suas possibilidades ao máximo, com o mínimo custo, era muito necessário. E perceba que desta forma nasce a idéia de usuários se revezando na utilização de processamento de máquinas.

.

À mesma época Joseph Licklider entrou para a história ao ser um dos pioneiros da internet  e teve a ingrata arefa de encontrar outras utilidades para o computador que não fosse apenas a de ser uma “poderosa calculadora” sendo o primeiro a entender que computadores poderiam ser usados de maneira conectada, de forma a permitir comunicação de maneira global e, consequentemente, o compartilhamento de dados. Seu trabalho foi determinante para a criação da Intergalactic Computer Network, que posteriormente deu origem à ARPANET, que por sua vez “abriu as portas” para a internet.

A recompensa está nas nuvens!

As vantagens dos serviços em Cloud são muitas, mas uma das maiores é a economia com investimento em hardware. A parte pesada do processamento fica na “nuvem”, o usuário pre­cisa apenas de um navegador e uma conexão à internet boa para utilizar os serviços.

Outra vantagem é a elasticidade. Se for necessário mais ou menos espaço para armazenamento, basta assinar um upgrade, já que não é necessário trocar os equipamentos.

Um bom exemplo de cloud computing são os serviços como o Voice Banner, onde os usuários podem criar e editar suas campanhas de discagem, subir diversas agendas de consultas para discagem de confirmação, promover campanhas de mensagens comunitárias ou escolares, ou até ser utilizado como discador automático em campanhas comerciais. Para usar o serviço, basta abrir o navegador e acessar o Voice Banner com a senha recebida após a assinatura.

Exemplo de canal de Denúncias

luzcopel3an-2027-knb-u102434955327e9g-1024x576gp-webAcabamos de renovar a manutenção do Canal de denuncias automatizado da Copel.
Denúncias de fraudes de natureza contábil e fiscal, orientações sobre a conduta ética e assédio moral, são tratados por diferentes canais e por processos específicos. Em todos eles, há o compromisso da Companhia na condução do assunto de acordo com os preceitos de cada canal.
Criado para que o Comitê de Auditoria do Conselho de Administração da Copel receba denúncias de suspeitas de fraudes contábeis e financeiras, exclusivamente através de atendimento telefônico automatizado.

A Auditoria Interna trata as comunicações relativas a fraudes relevantes que podem distorcer as demonstrações contábeis ou financeiras publicadas, enquanto as demais comunicações serão tratadas pelos respectivos gerentes, com acompanhamento através da Ouvidoria. O prazo para resposta é de até 30 dias.Características:

  • Informação é confidencial e anônima
  • Realizada através do telefone 0800 643 56 65
Este canal esta a quase 10 anos no ar, publicamos aqui no Blog a implementação de aplicação deste canal.  Temos aqui publicado diversos outros casos que falam da importância destes tipo de canais automatizados de denuncias e ouvidorias: