Reduza os custos em seu Call Center com Chatbots

chatbot_respondeO uso de serviços de atendimento que usam ‘chatbots’ (robôs que conversam com o internauta a partir de mensagens de texto) continua crescendo.

É uma nova alternativa de atendimento que permite ao consumidor ter contato com a empresa diretamente no site, ou em um aplicativo móvel ou nas redes sociais, como o Facebook.

ttsbot

TTS BOT

Os Chatbots também são uma alternativa para disponibilizar auto serviços aos clientes. Já disponibilizamos o Serviço TTSBOT no facebook para clientes com contrato poder gerarem áudio de mensagens através de um texto digitado. No Facebook a página do serviço o @ttsbot . Este mesmo serviço também é disponibilizado no Skype e em um portal web se o cliente preferir.

Muitas empresas apostam que através do serviço dos Chatbots, será possível aumentar a venda de produtos e serviços on line. Outras miram na possível redução de custos nas centrais de atendimento e acelerar todo o processo, além de garantir a padronização das respostas.

Segundo Mitikazu Lisboa, CEO da Hive Marketing Technology.

“Um dos nossos clientes apresentou uma queda de 47% no custo do serviço de atendimento ao consumidor (SAC) com a solução”,

Os Chatbots poderão ser muito mais potencializados quando se beneficiar de recursos de inteligência artificial. Já temos projetos que iremos disponibilizar agendamento de consultas e exames para Clínicas e Hospitais somente com a interação Robô com pacientes.

No último post, falamos sobre a tendência do desuso dos APPs. E também no ano passado já comentávamos sobre a tendência que foi destaque na palestra do Facebook na última Futerecom. Continuaremos a postar sobre a consolidação desta tendência e de nossas atividades e projetos que se utilizam desta .
 

Fonte : http://www.televendasecobranca.com.br/atendimento-online/chatbots-reduzem-custos-em-centrais-de-atendimento-70910/ em 6 de Março de 2017

 

Pepper, o Robô mais famoso do mundo, usa nosso Basix em serviços no Japão

pepperface

Pepper , o Robô mais famoso do mundo usa nosso Basix em serviços no Japão .

Por exemplo, em um Pepper alocado na recepção de uma empresa, torna se possível a comunicação com ramais e celulares pré configurados e a pessoa que receber a chamada conseguirá se comunicar com a pessoa procurada através do Pepper. Veja o vídeo original do serviço que é destinado ao mercado japonês.

Para este tipo de serviço, uma empresa interessada , além da aquisição do do Pepper, é necessário contratar os serviços do Basix – Serviços de Telefonia Ip Corporativo na Nuvem, e esta contratação é feita diretamente pela plataforma de vendas do Pepper.

peppergr

Esse projeto está sendo viabilizado pela Brastel em conjunto com a fabricante do Pepper (SoftBank). Já estamos estudando o uso do Pepper aqui no Brasil e em breve deveremos ter novidades.

Sobre o “Basix for Robo”:
0000000000632Utilizando o SIP do Basix que permite integrar Dados e Voz em uma única linha, consegue se fornecer um serviço de telefonia IP aderente ao aplicativo do robô.
Como primeiro passo, iniciou-se fornecendo ao aplicativo do robô da empresa SoftBank Robotics Holdings Corp. como serviço agregado para o telefone Ip. Com o surgimento do “Pepper for Biz” a Brastel continuará fornecendo a próxima geração de serviços de telefonia IP.
Ao introduzir o “Basix for Robo”, é disponibilizado o “Pepper for Biz” que é um aplicativo do robô para “telefone IP”.

Sobre a Brastel:

logobrastel

Fundada em 1996 em Tóquio no Japão, a Brastel Co., Ltd. começou oferecendo o serviço de ligações internacionais voltada inicialmente à comunidade brasileira residente no Japão. Com foco na qualidade do serviço e atendimento diferenciado, logo conquistou também outras comunidades estrangeiras no Japão. clique aqui e saiba mais

Sobre o Pepper:

Robô PepperO robô Pepper começou a ser vendido no Japão no ano e precisou de apenas um minuto para ser considerado um sucesso: esse foi o tempo necessário para que mil unidades fossem comercializadas – praticamente, todo o estoque. O principal apelo do robô? A capacidade de reconhecer emoções.

A primeira aparição do Pepper aconteceu há cerca de 2 anos, também no Japão. O robô, de aspecto humanoide, mede 1,2 m e pesa quase 30 kg. O seu desenvolvimento foi fruto de uma parceria da Aldebaran Robotics com o grupo japonês de telecomunicações SoftBank.

Para identificar emoções e interagir de modo correspondente, o Pepper recebeu tecnologia de reconhecimento de voz, câmeras e sensores que o ajudam a fazer leitura corporal. Os dados obtidos são analisados por um sistema baseado em redes neurais artificiais.

pepper-atende

O Pepper pode conversar, dançar, sugerir exercícios de relaxamento, ficar feliz quando elogiado, entre várias outras ações. Além da voz e movimentos dos braços, o robô se expressa por uma tela posicionada no que podemos considerar o seu tórax.

Também é possível usar o Pepper como assistente para determinadas tarefas. Por exemplo, o robô pode informar a previsão do tempo (ele fica permanentemente conectado à internet), gravar vídeos e usar a sua tela para brincadeiras (como desenhar o seu rosto).

Fontes: