Gestão de leitos – Unimed Petrópolis

Nosso Blog dá espaço para a divulgação de conhecimento, principalmente quando se trata da área de atuação de nossos clientes.

Caso você queira aproveitar nosso espaço, entre em contato aqui mesmo, comentando este post …

flavia_favero-e1529969384753.jpgNeste Post publicamos a palestra de Flávia Fávero :

  • Responsável pela Hotelaria Hospitalar da Unimed Petrópolis-RJ
  • Presidente da Sociedade de Hotelaria do Estado do Rio de Janeiro

que palestrou com o tema:

GESTÃO DE LEITOS – COMO EU FAÇO?

unimedpetropolisInicialmente, Flávia apresentou o Hospital.

Citou a missão do Hospital:

Prestar assistência em saúde com humanização, qualidade, segurança e efetividade aos clientes.

Na sequência mostrou o Hospital em números:

  • 504 funcionários e mais 193 de empresas parceiras;
  • 87 leitos, (67 internações gerais, 20 em UTI’s ),
  • 5 salas cirúrgicas;
  • Taxa de ocupação de 83%;
  • média de permanência de 5,45 dias;
  • Realizamos em média por mês em 2018:  5223 atendimentos no pronto atendimento;
  • 406 internações;
  • 354 cirurgias.

Para entrar no assunto de Gestão de leitos , Flávia citou 3 definições que para ela são importantíssima:

” É a utilização dos leitos disponíveis em sua capacidade máxima dentro dos critérios técnicos definidos pela instituição, visando a diminuição da espera para internação, transferências externas e satisfação de nossos clientes pacientes e clientes médicos. “

Alexandra Reis – Gerente Operacional da AACD
Vice Presidente da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar

Citou também Boeger:

“O giro de leitos, seria mais eficiente se as altas fossem dadas antes das 10 horas.

Os equipamentos da assistência fossem retirados do quarto de imediato, para iniciar a terminal e os utensílios existentes no quarto fossem rapidamente consertados.”

Marcelo Boeger Presidente da Sociedade Latino Americana de Hotelaria Hospitalar

Sócio Diretor da Hospitalidade Consultoria para Meios de Hospedagem.

Coordenador e Professor da Pós Hotelaria Hospitalar do Einstein

E por último, apresentou a definição de seu profissional de linha de frente, um plantonista que em sua simplicidade descreveu bem a questão:

“ Se o médico der alta cedo e o paciente for embora, liberamos a nossa parte o mais rápido possível, para higiene limpar e em seguida a rouparia arrumar…assim o leito é liberado para o próximo paciente.”

Celso Gonçalves – Plantonista do setor de
manutenção do Hospital Unimed

Na sequencia , Flávia expôs todas as áreas e atividades ligadas diretamente na Gestão de leitos, e fez um breve relato de cada uma:

  • Nutrição,
  • Estacionamento,
  • Controle de pragas,
  • portaria,
  • Higienização e resíduos
  • Governança,
  • Lavanderia,
  • Recepção,
  • Manutenção…

Ainda nesta descrição, salientou que para o bem estar e segurança do paciente, o processo de gestão de leitos tem que estar bem integrado com os seguintes profissionais diferentes no Hospital:

  • Nutrição,
  • Administração,
  • Serviço de Higienização,
  • Governança,
  • Lavanderia,
  • Manutenção,
  • Enfermagem,
  • Equipe médica,
  • Recepção,

Depois falou um pouco sobre o processo em si:

Processo de gestão de leitos

fluxoliberacao

Flávia, também mostrou o fluxo de liberação da Unidade de internação.ou

 

Baseado na figura ao lado, demonstrou a sequencia de atividades deste fluxo.

Que se inicia na recepção, que aciona Higiene, que antes de liberar realiza um checklist.

Sendo:

Checklist ok: Leito liberado

Checklist não ok: encaminha para providencias (Higiene ou Estrutura).

Anomalia resolvida: volta ao checklist .

Não resolvida: segue interdição do leito.

Flávia então entrou em detalhes de suas atividades na busca da melhoria continua em sua gestão de leitos.  Detalhou as ações, atividades e conquistas, explicando ponto a ponto a lista a seguir:

  • Ênfase no foco no cliente e maior envolvimento da alta direção
  • Ter Política de Gestão de Leitos
  • Ter Procedimentos descritos e estruturados
  • Informação confiável
  • Melhorar a interação e a comunicação das equipes
  • Ponto de partida em 2013…
  • Início do stand up final de 2014
  • Nova rodada de melhorias nos processos em 2015
  • Janeiro de 2016 – ONA I
  • Melhor apuração dos dados e ações de melhorias
  • Recertificação do Selo ONA I – 2017
  • Início da criação da Comissão de Gestão de Leitos – 2018
  • Medir, avaliar, discutir dados, indicadores e ações.

Flávia ainda detalhou o que cada área colaborou para o processo de Gestão de leitos:

Enfermagem:

  • Maior Envolvimento da equipe de enfermagem
  • Boletim três vezes em 24 horas do Pronto Atendimento
  • Boletim diário dos setores fechados
  • Definição de leitos / distribuição de Pacientes junto a equipe da internação
  • Envolvimento nos fluxos e criação de novos processos
  • Planos de ação para melhoria contínua
  • Plano de alta
  • Comunicação / orientação aos pacientes e familiares
  • Gerenciamento de leitos de pacientes de longa permanência – Interface com SCIH

Manutenção:

  • Envolvimento quanto a liberação das acomodações
  • Realização do Checklist de inspeção estrutural
  • Mensurar os subtempos referentes a manutenção imediata
  • Mensurar o subtempo referente a interdição da acomodação

Recepção:

  • Definição de prioridades
  • Cancelamento/Liberação do Mapa Cirúrgico
  • Protocolo de agendamento de cirurgias
  • Boletim duas vezes em 24h informando os leitos disponíveis
  • Treinamento
  • Procedimentos
  • Interação com o SCIH – Avaliando os Pacientes em Precaução
  • Equipe Pró ativa

Rouparia:

Mensageiro / Auxiliar de Hotelaria

  • Condução do cliente ao leito “Check in”, ao centro cirúrgico. Sinalização do cliente na SU e apoio a esse paciente.
  • “Check out”
  • Condução de acompanhantes após alta de setores fechados.
  • Verificação diária das altas e previsões, alinhada a recepção, higienização e manutenção.

Camareira

  • Envolvimento com a equipe de higiene.
  • Maior interface com clientes internos e externo.
  • Retorno ao mensageiro.

Higienização:

  • Equipe orientada e pró ativa em relação a gestão de leitos.
  • Mudança no fluxo de liberação da UI.
  • Remanejamento da equipe de apoio para terminais.
  • Indicadores – Com análise crítica e planos de ação definidos.
  • Auxílio do papel – Lançamento dos dados em Excel e a geração desses dados.
  • Melhoria na comunicação

Cafés literários:

Como uma das atividades de engajamento, Flávia citou eventos internos com seus colaboradores, onde eles eram convidados para um café onde trocavam idéias de melhorias e coletava oportunidades a serem exploradas: A seguir fotos dos últimos cafés literários (2017/18):

Considerações finais da palestra:

A gestão adequada de leitos é um processo crítico para a garantia da sustentabilidade de qualquer Instituição hospitalar.

O desconhecimento do perfil assistencial/epidemiológico da Instituição, o pouco giro de leitos, o tempo médio de permanência alto, a super ocupação e consequente falta de leitos são problemas ainda muito comuns na maioria dos hospitais, trazendo como consequência o aumento do risco assistencial, a insatisfação dos clientes, sobrecarga e estresse para os funcionários e a perda financeira quando um leito fica parado.

O Gerenciamento de leitos é um processo complexo, e de responsabilidade multidisciplinar (Hotelaria, Administração, Médico, Enfermagem, Nutrição, etc).

e por final mostrou o,

resultado de uma pesquisa de satisfação:

recomendacaounimed

Flávia disponibilizou  para download a apresentação na integra a qual utilizou.

Contém além das informações do post, os resultados conquistados.

 

 

 

 

3 respostas em “Gestão de leitos – Unimed Petrópolis

  1. Pingback: Como foi o VI Encontro de Hotelaria Hospitalar RS | Voice Technology Blog

  2. Pingback: Segurança do paciente na Gestão Hospitalar foi o tema do VII Encad de Saúde do CRA-RJ | Voice Technology Blog

  3. Pingback: Petrópolis recebe VII edição do Encontro de Hotelaria Hospitalar da Região Serrana | Voice Technology Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s