Cases da Aplicação "URA Ética"

Temos no setor elétrico alguns clientes com uma aplicação de URA focada na viabilização de denuncias sobre fraudes, gatos ou qualquer desvio de conduta. Em alguns clientes está aplicação é chamada URA Ética. Podemos citar clientes como a COPEL ou a CPFL como exemplos de implementação deste tipo de aplicação.

Na CPFL: existe o canal tem o objetivo de receber consultas, sugestões, denúncias internas e externas referentes a temas tratados no Código de Conduta Ética da empresa, sendo assegurado total sigilo e confidencialidade ao usuário.

Estes canais de atendimento ajudam na identificação de fraudes nas ligações elétricas, adulterações nas medições de energia podem ser denunciados pelo telefone. As fraudes nas ligações e medições de energia elétrica, conhecidas como “gatos”, estão entre as principais causas de instabilidade no fornecimento de energia, estas aplicações nestes últimos anos ajudaram a descobrir mais de 100 mil fraudes.

A fraude e o furto de energia elétrica são crimes previstos nos artigos 171 e 155 (parágrafo 3º) do Código Penal Brasileiro, podendo acarretar prisão dos responsáveis pela sua execução e/ou dos receptadores (usuários beneficiados com a fraude/furto de energia elétrica).

Na Copel, denúncias de fraudes de natureza contábil e fiscal, orientações sobre a conduta ética e assédio moral, são tratados por diferentes canais e por processos específicos. Em todos eles, há o compromisso da Companhia na condução do assunto de acordo com os preceitos de cada canal.
Criado para que o Comitê de Auditoria do Conselho de Administração da Copel receba denúncias de suspeitas de fraudes contábeis e financeiras, exclusivamente através de atendimento telefônico automatizado.
A Auditoria Interna trata as comunicações relativas a fraudes relevantes que podem distorcer as demonstrações contábeis ou financeiras publicadas, enquanto as demais comunicações serão tratadas pelos respectivos gerentes, com acompanhamento através da Ouvidoria. O prazo para resposta é de até 30 dias.Características:

  • Informação é confidencial e anônima
  • Realizada através do telefone 0800 643 56 65

Copel alerta sobre os riscos para quem faz “gatos”

A Copel alerta sobre os riscos para quem faz os chamados “gatos” na rede elétrica. Fios sem a cobertura correta podem causar choques e até levar à morte. Já houve casos de acidentes com pessoas que encostaram nos fios sem o isolamento adequado. Dados da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee) indicam que 60 mortes ocorreram por contato com linhas clandestinas em 2011, em todo o País.

O gato é considerado furto qualificado e a pessoa flagrada cometendo este crime pode responder inquérito policial. A Copel faz operações para eliminar os gatos, principalmente pela questão de segurança. Mas a ligação irregular também causa impacto na produção da empresa, que vê parte da energia ser “roubada”. Em alguns casos, as equipes da Copel vão até os locais onde os gatos foram identificados com o acompanhamento da Polícia Militar, para evitar transtornos.

Copel intensifica combate ao furto de energia (Foto Rakelly Schacht)

Paralelo a isso a Copel intensifica o combate às ligações irregulares e ao furto de energia. A Companhia tem um plano para aumentar o número de fiscalizações em todo o Estado e está adquirindo um software que utiliza algoritmos e cruzamento de dados para selecionar imóveis com maior probabilidade de ocorrência de fraudes.

Fontes:

Uma resposta em “Cases da Aplicação "URA Ética"

  1. Pingback: Exemplo de canal de Denúncias | Voice Technology Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s